Você está na Minoria dos 66 por cento?

Poucos investidores aproveitaram esses +66 por cento, pois poucos toparam apostar em uma tese de virada de mão.

Você está na Minoria  dos 66 por cento?

Abro um gráfico do Ibovespa na Bloomberg e seleciono os últimos doze meses.

Saímos de 38 mil e fomos parar em 63 mil pontos.

Isso dá uma valorização de +66 por cento.

Todos concordamos que foi uma escalada excepcional; talvez inesperada?

Você que nos acompanha desde jan/2016 (ou antes disso) deve estar contente em ter colocado dinheiro no bolso, sobretudo em um contexto de crise.

Você é maioria dentro da Empiricus, mas minoria no mercado.

Para efeitos práticos, considere-se, portanto, uma minoria – a quem nosso analista Carlos Herrera gosta de chamar de um Empiricus Insider.

A Empiricus reúne hoje 170 mil assinantes.

Segundo premissas consideradas pela própria Bovespa, nosso público tende a atingir de 2 a 5 milhões de pessoas, num horizonte indefinido.

Alguns chegam primeiro e lucram mais.

Outros tantos chegarão depois.

Poucos investidores aproveitaram esses +66 por cento, pois poucos toparam apostar em uma tese de virada de mão.

Isso é um ótimo sinal para frente.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

O início de bull market restringe-se a uma minoria extrema.

À medida que a alta vai se propagando, tomando confiança, as minorias ganham corpo, até que um dia viram maioria.

Este dia leva tempo.

Nos próximos meses, o que acontecerá?

Mais e mais pessoas que não davam a mínima para Bolsa passarão a investir em ações.

Mais e mais empresas que sonhavam em entrar na Bolsa farão seus IPOs.

Se é que adentramos de fato um bull market, os +66 por cento contam somente o início da história.

Aquilo que parece excepcional em doze meses é apenas estável em cinco anos.

Em Bolsa, nunca vamos do nada para o lugar nenhum.

Há sempre algo interessante por acontecer.

Até a próxima,
Rodolfo Amstalden

Links Recomendados

:. Tá se achando?

:. Lula no TRF-4

:. Ganhe 20 anos em 1

:. 4 ações que você deve comprar agora

Conteúdo relacionado