A Máquina do Tempo

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail

00:08 - Brasil 3 x 1 Croácia

Pois é.

A Fitch rebaixou o Brasil e colocou nosso rating em perspectiva negativa, prontinho para outro rebaixamento.

Segundo apurou a agência, estamos trilhando o mesmo caminho junk da Croácia: dificuldade de aplicar ajustes fiscais, e a dívida pública continua subindo…

Eu e a Fitch só discordamos de uma coisa.

Croácia já ficou para trás faz tempo.

Vai Brasil!

 

01:17 - Brasil 0 x 0 México

Nosso time não está se apresentando bem, mas pelo menos o Ibovespa traja um uniforme atrativo a 10x lucros.

É simplesmente metade do múltiplo da Bolsa mexicana, a 20x lucros.

Não sei o que vai acontecer com o México até 2018, mas tenho uma ideia do que NÃO vai acontecer com o Brasil.

Faço minhas as palavras do Felipe na gravação de seu último Blink em O Financista.

“Não vamos sofrer durante 3 anos e meio”.

Seria sofrimento por demais da conta.

Merecemos? Não merecemos? Faço pouca ideia.

Só sei que não toleramos.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:24 - Brasil 4 x 1 Camarões

O que alguns chamam de piada pronta eu chamo de ironia dos deuses.

Os deuses brincam com o destino dos homens.

Praticamente no mesmo instante em que a Fitch rebaixou o Brasil, o Ministério da Fazenda divulgou um relatório sobre a retomada (?) da economia brasileira.

Curioso, abri o documento e me deparei com a seguinte imagem, logo na primeira capa:

 

Realmente inspiradora de uma retomada.

03:25 - Brasil 1 x 1 Chile

A Fazenda quer argumentar pelos ciclos de bonança após a tempestade.

Assim como ocorrido de 1995 a 1998, mergulhamos de vez numa crise.

Assim como ocorrido de 1999 em diante, tendemos agora à recuperação.

Os argumentos da Fazenda se pautam basicamente em três esperanças:

(i) A virada fiscal em 1999 traduziu-se em rápida subida do nível de confiança.

(ii) Magnitude da desvalorização do câmbio desde meados de 2014 é semelhante à dos episódios prévios de retomada.

(iii) Plano de investimento em infraestrutura através de concessões poderá mobilizar R$ 400 bilhões nos próximos anos.

Eu sei que é difícil imaginar esta linha de passe agora, ainda mais com o grau de paralisia política.

Mas quando economia e política empatam o jogo, talvez nos classifiquemos nos penalties.

04:26 - Brasil 2 x 1 Colômbia

Vivemos uma fase crítica de mata-mata, evidenciada também em pequenos detalhes.

Dia a dia, notícia após notícia, Petrobras vai perdendo importância na seleção de ações brasileiras, dando lugar a outros jovens talentos.

Hoje Petro cai 3%, enquanto Kroton sobe 9%.

Os leitores do Empiricus Insider comemoram a mão acertada com a recomendação de KROT3, que já entrega retorno de +13,36% em pouco mais de um mês.

E comemoram também o relatório emblemático escrito por nosso analista Carlos Herrera, alertando que não existem níveis seguros para o consumo de PETR4.

No que se pauta um trabalho competente de research?

Sabemos o que esperar da próxima partida.

Será triste, despertará revolta e indignação.

Mas aquilo que é sabido de antemão já está nos preços.

Links Recomendados

O que você acharia de receber R$ 2.149 da Empiricus anualmente, pelo resto da vida?

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Se ele compra, eu compro (exclusivo para o PRO)
.: Se ele recompra, eu compro (exclusivo para o PRO)
.: Números redondos (exclusivo para o PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado