Clube da Luta

O novo ministro da Fazenda começou com o pé esquerdo. Bolsa derreteu e dólar disparou depois da teleconferência de ontem. Para piorar, Barbosa escolheu Dyogo Oliveira como...

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail

00:07 - Fazenda vs. Zelotes

O novo ministro da Fazenda começou com o pé esquerdo.

Bolsa derreteu e dólar disparou depois da teleconferência de ontem.

Para piorar, Barbosa escolheu Dyogo Oliveira como secretário-executivo.

Dyogo está sendo ynvestygado pela Operação Zelotes da Polycya Federal, poys terya negocyado MPs para benefycyar concessyonáryas de automóveys.

Não sei se é culpado ou não; a Justiça é quem dirá.

De qualquer forma, soa imprudente empossar ynvestygados na Fazenda, sobretudo neste momento em que a língua mãe arde em fogo.

Se Barbosa decidiu assim, talvez foi por falta de alternatyvas.

01:16 - Fazenda vs. BCB

Conforme dito, o dólar disparou ontem, para cima de R$ 4.

Barbosa fez questão de afirmar que ”não tem meta para a taxa de câmbio”.

Esse é o tipo de frase a ser interpretada em contexto.

O novo ministro é de escola desenvolvimentista que enxerga o câmbio desvalorizado como um dos principais vetores de crescimento.

Brasil, Pátria Exportadora.

De novo, consultamos artigo acadêmico de Barbosa (O desafio macroeconômico de 2015-2018), em que o ministro critica explicitamente o Banco Central de Tombini por ter segurado o câmbio.

“Vender um valor equivalente a 25% das reservas internacionais do país na forma de swaps cambiais quando a taxa de câmbio real simplesmente retornou à sua média de longo prazo foi excessivo e desnecessário. O BCB deveria ter esperado mais antes de usar tamanho arsenal cambial”.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:23 - Copom vs. Volpon

Quem espera demais acaba tendo que dobrar a meta.

Apostas para a Selic em janeiro são debatidas entre alta de 50 bps ou de 75 bps.

Isso mostra claramente o erro de cálculo.

Tombini optou por passar em branco em outubro/novembro, e agora vai ter que correr atrás do prejuízo inflacionário.

Volpon, que já votara por aperto monetário, está isolado no Copom – aliás, assim como Levy estava na Fazenda.

Quanto tempo mais ele aguenta?

03:24 - Tempo vs. Dinheiro

Tempo, definitivamente, não é uma variável mensurável para nós.

Linha – de apenas 12 km – do metrô de Salvador foi concluída após 16 anos.

Dinheiro também não é mensurável.

Esse trecho do metrô custou R$ 1,4 bilhão, mais que o triplo dos R$ 350 milhões orçados.

Por essas e outras, é difícil se empolgar com programas de concessões.

Preferimos investir confiança em projetos cujos custos e benefícios sejam 100% privados.

04:26 - 2015 vs. 2016

Nessa pegada anti-estatal, nossa equipe de análise vem avançando nos estudos para montar a Carteira de Melhores Ações para 2016.

Estamos pautados em três critérios hegemônicos, moldados numa combinação entre micro e macro:

1. Pricing power.

2. Exposição ao dólar.

3. Sólida posição de caixa.

Esse tipo de missão nos empolga bastante.

O portfólio para 2015 performou bem acima do Ibovespa, e estamos preparados para mais um ano positivo.

Você pode se antecipar e acessar o material logo quando do lançamento.

Links Recomendados

As duas atitudes definitivas para se aposentar com 
R$ 5 milhões

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Joio vs. trigo (exclusivo PRO)
.: PCAR vs. Casino (exclusivo PRO)
.: Bolsa vs. PF (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado