M5M_ Mind the gap

Meirelles negocia uma proposta para o teto dos gastos públicos. Seriam dez anos escritos na pedra, com mais dez reavaliados pelo Congresso. Se aprovada, será um marco estrutural para a economia brasileira (assim como foi em outros países).

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
M5M_ Mind the gap

00:03 - Brexit

Eu, Rodolfo, estou de volta.

Com saudades deste M5M e agradecendo pela cobertura excepcional do Gabriel nesses últimos dias.

O que aprendi em minha visita a Londres?

O mercado precifica com razão as possibilidades de Brexit.

Ao menos desta vez, não estamos caindo por escorregar na espuma.

Britânicos com os quais conversei querem ter seus próprios problemas, e não os problemas dos outros.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:10 - 10 + 10

Portanto, ao nosso problema da hora.

Meirelles negocia uma proposta para o teto dos gastos públicos.

Seriam dez anos escritos na pedra, com mais dez reavaliados pelo Congresso.

A proposta admite variações, desde que preservada em sua essência.

Se aprovada, será um marco estrutural para a economia brasileira (assim como foi em outros países).

Dez anos adiante, nunca mais vamos querer abrir mão.

02:24 - Vai ficar legal

Esta década que se molda hoje diante de nós, repleta de incógnitas, será melhor do que a década passada.

Não haveria, provavelmente, como piorar.

Mas não é disso que eu falo, não de um sentimento conformado.

Estou realmente empolgado com a trajetória daqui até 2026.

Inflação na meta, e meta na inflação.

Selic de um dígito sustentável.

Desemprego de um dígito sustentável.

Crescimento médio de 3% ao ano.

E vamos voltar ao mata-mata da Copa América.

03:37 - O investidor paciente

O que me leva – uma vez mais – a pensar nas benesses do longo prazo.

Reportagem do Valor sobre fundos montados para investidores pacientes.

E reportagem da Bloomberg sobre o projeto de uma Bolsa americana em que empresas e investidores abandonem a mania de balanços trimestrais e se interessem por resultados plurianuais.

Há grandes marcas orbitando o Ibovespa, que só pedem em troca a paciência do investidor.

Há marcas fracas também, sedentas por ludibriar os curto prazistas.

O segredo está, portanto, em comprar o que presta e vender o que não presta, seguindo estes princípios  do Long & Short.

04:55 - Por onde começo?

Quando as dicas que publicamos parecem meio complicadas, recebemos emails pautados pela curiosidade.

Como este, do leitor Bruno L., para a Marília:

“Eu quero que você me pegue pela mão e diga o que devo fazer. No seu relatório tem quatro carteiras… Não consigo nem escolher o que vou comer, imagine em qual das quatro aplicar…”

No caso, a Marília já respondeu para o Bruno, mas há soluções ainda mais simples e rápidas para aplacar a curiosidade dos nossos leitores.

Ao ler esta tese, você vai entender o mundo das finanças e fugir dos obstáculos que limitam o avanço do seu dinheiro

Links Recomendados

.: Quanto meu imóvel vai valorizar?
.: Bolsas chinesas têm leve alta, índice asiático cai antes de Fed e referendo britânico
.: A HQ premiada da Bolsa

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Chega de sofrer (exclusivo PRO)
.: Pra cima dos 50 mil (exclusivo PRO)
.: Nada está dado (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado