M5M_Buy America

Indicativos de bom desempenho do mercado de trabalho voltam a alimentar bons prognósticos de crescimento econômico por lá, às vésperas da posse de Trump

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
M5M_Buy America

00:11 - Buy America

Em dia de noticiário doméstico relativamente fraco, nossa bolsa opera em queda refletindo dados econômicos positivos nos Estados Unidos.

Indicativos de bom desempenho do mercado de trabalho voltam a alimentar bons prognósticos de crescimento econômico por lá, às vésperas da posse de Trump. Dólar se valoriza.

Nos juros, se estende a queda moderada das taxas longas observada desde ontem.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:06 - Faltou disposição

Franzi a testa para a decisão de Petrobras de reajustar somente o diesel. Muito embora o óleo seja componente mais relevante nos resultados da empresa, o silêncio em relação aos preços de gasolina abre espaço para questionar a consistência da nova política de preços, introduzida pela companhia no final do ano passado.

Ontem conversava com o Carlos sobre o assunto, que muito apropriadamente lembrou que o México introduziu política de paridade semelhante — mas muito melhor estruturada, negociada com os diferentes setores sociais e avisada com enorme antecedência. Lá, reajustes recentes desencadearam protestos que incomodam ao governo federal.

Talvez tenha faltado disposição, por aqui, para correr o mesmo risco.

02:31 - Pedacinho do Céu

De tanto assistir à TV Gazeta sábado à tarde, enfim fui convencido: vou comprar um apartamento.

Encontrei amplos imóveis de 42 metros quadrados e cinco suítes, com lazer completo: espaço kids, academia (blogueira fitness incluída), piscina coberta com sal do Himalaia, ciclovia privativa, espaço zen e churrasqueira gourmet.

Tudo para morar em meio à natureza (muito verde!), e com fácil acesso a São Paulo: são apenas quarenta e três quilômetros até o Rodoanel. Um verdadeiro pedacinho do céu financiado em suaves prestações ao longo de trinta anos.

É a oportunidade da minha vida, mas preciso correr: restam somente 816 unidades.

Mas antes, vou dedicar meu final de semana ao tempestivo Decisões Inteligentes em Imóveis. Não que isso vá mudar minha decisão, mas vai que…

03:10 - Déjà vu?

Ontem foi um dia duro para quem apostava contra o renminbi. Com o governo chinês mexendo nos juros interbancários, ficou caro ficar short na moeda.

Isso já aconteceu antes. Em janeiro do ano passado, iniciativa idêntica gerou resultados de curto prazo semelhantes:

A propósito, elevar juros contra a desvalorização do câmbio foi a a receita do Banco da Inglaterra lá atrás, em 1992, no conhecido “Trade do Século” de George Soros.

O resto é história.

04:07 - Ainda o tal Bitcoin

Quis a sorte (ou azar?) que, após minha nota sobre o Bitcoin na última segunda-feira, a moeda sofresse uma sacudida significativa. Em relação ao topo, queda acumulada é de pouco mais de 20 por cento.

Não adiantou insistir que vinha em missão de paz. Da próxima vez eu falo mal do Justin Bieber: possivelmente as reações serão menos raivosas…

Ainda assim, insisto em trazer mais um fato curioso: em azul, o renminbi; em branco, o Bitcoin:

Levantamos por aqui que, nos últimos seis meses, cerca de 98 por cento do volume de trading de Bitcoin no mundo se deu contra o renminbi. E a quase totalidade se deu por três ambientes de negociação. Será que o governo chinês, ávido por conter a saída de capitais do país, já atentou para isso?

Teve gente escrevendo perguntando se “agora era uma boa oportunidade para entrar”. Minha resposta é simples: por favor releia a longa nota que escrevi na segunda-feira.

Links Recomendados

.: Cueca (ou calcinha) amarela só não basta
.: -2.834.571.519,76 reais

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: VALE: Pequeno (?) infortúnio (PRO)
.: BRAP: E aí, tem acordo? (PRO)
.: EZTC: Questão de reputação (PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado