M5M_Cisne ruivo

Não foram poucas as vezes em que, quase terminando de escrever este M5M, constatei que algo pipocou no noticiário e toda a leitura que consumiu horas de elaboração já estava defasada.

M5M_Cisne ruivo

00:11 - Cisne ruivo

Não foram poucas as vezes em que, quase terminando de escrever este M5M, constatei que algo pipocou no noticiário e toda a leitura que consumiu horas de elaboração já estava defasada.

É o tipo de coisa que, via de regra, não dá para prever. Mais ou menos como o famigerado questionamento sobre “quais serão os cisnes negros deste ano”: se é cisne negro, não dá para prever, ó cáspita.

Onde quero chegar? Trump fará sua primeira coletiva de imprensa daqui a pouco, às 14 horas. Capisce?

Arrisco uma única previsão: a imprensa americana (e, por extensão, seus papagaios habituais no Brasil) encontrará sobre o que falar mal mesmo que o topetudo transforme água em vinho e caminhe sobre as águas.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:00 - Muita calma nessa hora

Na espera por Trump e por Ilan (mais abaixo), nossa bolsa tem dia volátil e, neste momento, campo positivo é reservado quase exclusivamente a commodities.

Lá fora, predomina cautela tanto em Nova York quanto nas bolsas europeias, ambas apresentando baixa oscilação.

É de estresse o clima no mercado de juros, com taxas longas abrindo substancialmente. À agenda externa soma-se a decisão do Copom, aguardada para mais tarde.

Calma.

02:12 - “Amor, você acha que eu engordei?”

Há situações nas quais não existe resposta boa. Questionado(a) sobre as propriedades volumétricas de seu/sua cônjuge, são grandes as chances de você enfrentar problemas independentemente do que disser.

Tenho para mim que não é muito diferente a situação de Ilan hoje: se o Copom decidir por 50, vai ter choro e ranger de dentes porque “havia espaço para mais”. Se for para 75, outros questionarão se os 25 da última foram um erro ou se o comitê está se curvando a pressões políticas. É perde-perde.

E se fosse eu? Crítica por crítica, preferiria ser taxado de covarde a desvairado. Parcimônia sempre pode ser justificada com relativa facilidade; ousadia, não.

Quer uma decisão salomônica? As decisões do Copom não apresentam viés desde 19 de março de 2003 — quando o comitê era capitaneado por um tal Henrique Meirelles. Cinquentinha com viés de baixa deixaria todo mundo contente. Que tal?

03:25 - Passarinho

Reconheço minha fraqueza: essa discussão é boa, mas no final do dia fará pouca diferença para quem está posicionado mirando horizonte mais longo.

Maior ou menor ritmo de afrouxamento monetário em nada mudará a visão do Felipe sobre o Novo Brasil que temos à frente, rumo ao qual você é convidado a embarcar conosco.

A propósito: um passarinho me contou que as assinaturas serão reajustadas nos próximos dias, então pode ser uma boa ideia garantir seu assento hoje.

04:01 - Ainda bem que estou do lado de cá

De tempos em tempos uso este espaço para alertar você sobre os conflitos inerentes à indústria de investimentos.

No comecinho deste ano, li que o governo indonésio encerrou enorme volume de contratos com certo banco gringo após um analista da instituição reduzir recomendações de alocação no país. E mais: teve ministro vindo a público desqualificar o trabalho de pesquisa.

“Ah, mas quem liga para a Indonésia, barbudo?”

Primeiramente poderia dizer que qualquer semelhança com o vivido pela própria Empiricus à época da tese do Fim do Brasil não é mera coincidência. Mas não paro por aí: hoje repercute na imprensa especializada que o governo chinês estaria “orientando” bancos a não emitirem opiniões negativas a respeito do renminbi. Se interessou agora?

Ainda bem que eu não estou lá, e posso continuar alertando você sobre o risco substancial de desvalorizações adicionais da divisa chinesa — e tudo que envolve China impacta diretamente as ações de exportadoras de commodities, para o bem ou para o mal.

Seguimos de olho.

Links Recomendados

.: S01E11 – Um dia a Casa Cai
.: 10 formas de evitar o infarto e permanecer ativo
.: Os 60 milhões de reais de Lula
.: Descubra o Método 30 em 1

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: USIM: Outra guerra à vista? (PRO)
.: RUMO: E se tiver soja aos borbotões? (PRO)
.: IPOs: Não forcem a barra (PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado