M5M_Com um pouco de atraso

Mercados voltam a cair com medo defasado do Brexit. Os britânicos não são tão pontuais assim.

M5M_Com um pouco de atraso

00:12 - Market of late

Mercados voltam a cair com medo defasado do Brexit.

Os britânicos não são tão pontuais assim.

Vai demorar para conhecermos todos os efeitos da saída do Reino Unido.

Frágil que está, o sistema financeiro europeu sofre com quaisquer choques.

Taxas de juros negativas só vão ficar ainda mais negativas.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:02 - Distração

Há sempre um lado bom para as coisas, mesmo que de mentira.

Brexit foi a melhor coisa que aconteceu com a China em 2016; tirou foco do hard landing.

Para ajudar, o setor de serviços chinês acelerou entre maio e junho.

Temer escolheu a China para sua primeira viagem após o impeachment definitivo.

Teria escolhido os EUA, não fosse o calendário de eleições por lá.

02:06 - Game of thrones

Aqui na Empiricus, estamos também em eleições.

Caio Mesquita é o CEO, mas Felipe Miranda flerta com o reinado.

Algumas semanas atrás, Caio investiu em um grupo especial de ações.

Agora Felipe vai dobrar a aposta.

É isso mesmo que você acabou de ler: ele vai dobrar a posição.

Mas, antes, dará a você uma chance de fazer o mesmo, seguindo este link.

03:07 - Café leitoso

A chance de fazer o mesmo pode ser boa ou ruim.

Depende do que se faz.

No tweet de Eliseu Padilha, da Casa Civil, seria “ótimo” manter o déficit primário em R$ 170 bi para 2017.

Crescer zero o déficit significaria “estabilidade com tendência de baixa”.

Para um governo café com leite, soa realmente ótimo.

O mesmo Padilha prometeu sinais concretos sobre a previdência ainda nesta semana.

Vamos manter as cifras de uma aposentadoria quebrada?

Seria “ótimo”, não?

04:11 - Ditadura do repeteco

Por mais que me doa na alma, e me dói, calculo assim:

Entre um novo imposto e repetir os R$ 170 bi, eu prefiro o repeteco.

Acho mais fácil se livrar desse déficit em 2018 do que dispensar então os vícios tributários, qiue distorcem a economia.

Não é uma decisão tranquila.

Mas ainda temos que escolher entre o pior e o menos pior.

Links Recomendados

.: Governo bate martelo sobre déficit fiscal de 2017 hoje
.: Você está pronto para o TSUMONEY?
.: Notícias positivas para o setor de imóveis

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Gargalos à entrada (exclusivo PRO)
.: Veículo para o iniciante (exclusivo PRO)
.: Desrespeito às tradições (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado