M5M_Decorativo e Isolado

Bolsa embicou de vez com rejeição da Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado.

M5M_Decorativo e Isolado

“O BNDES tornou campeãs inúmeras empresas.” – Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES

“Não muda nada” – Ricardo Ferraço, relator da Reforma Trabalhista sobre a derrota na CAS.

Trilha do dia
Pearl Jam – Vitalogy

Agora você pode ouvir a trilha do M5M no Spotify – confira aqui!

00:10 - Abraço de Afogados

Mesmo que o STF decida pela prisão de Aécio Neves, o mais provável é que seus colegas senadores o mantenham em liberdade e, ainda, arquivem o pedido de cassação daquele que era a maior expressão tucana no país.

Seguindo, ainda que o STF decida por instaurar processo contra Temer, o mais provável é que o presidente escape do inquérito após votação na Câmara – são necessários apenas 171 votos (número que fala por si só) para que o processo seja arquivado.

PMDB e PSDB estão enrolados e abraçados, um esquema de “uma mão lava a outra” para a salvação mútua em plenário. O desembarque do PSBD, que pode “ocorrer a qualquer momento”, segundo comentários de alguns tucanos, depende muito de como o partido vai querer lidar com Aécio, que, de maior esperança, passou a ser o maior problema do partido.

Seja como for, ninguém sabe o que vai acontecer (como disse ontem, tenho dificuldade em saber até o que já aconteceu) e não são poucos os comentários que leio do tipo: “face as incertezas, investidores vão tateando no escuro”.

Minha pergunta é: “Quando os investidores estiveram certos e o futuro desabrochava claramente em suas faces?”

Períodos como o que vivemos só explicitam mais nossa condição passiva, mas, por mais que gostemos de negar, nunca soubemos, nem saberemos, o que nos aguarda na semana que vem.

Justamente quando todos estavam mais confiantes – e comprados na tese de um novo Brasil – foi que surgiu o boi (cisne?!) negro do Joesley e derrubou todo mundo do cavalo.

Investir é como acordar no meio da noite para ir ao banheiro sem poder acender as luzes – se sair correndo, corre o risco de pisar nas peças de Lego espalhadas pelo chão, mas, se demorar demais, acaba se sujando.

01:25 - Alguém Tem Que Pagar a Pizza

No meio da tarde (às 15 horas), saberemos como veio o Caged – a expectativa é de criação de 18 mil vagas em maio – mesmo que não seja muita coisa, podemos ter a confirmação (ou não) de tendência de estabilização do desemprego.

Mesmo que os tempos sejam sombrios – a informação de que a PF teria concluído pela corrupção passiva de Temer e Loures certamente não ajuda – a economia vai entrando nos trilhos e, aos poucos, o país vai saindo da lama. Ainda não sabemos quão longa e quais os impactos dessa nova crise política, mas, para o segundo trimestre, o consolidado dos dados tem vindo melhor.

De uma forma ou de outra, o nó vai ter que ser desatado e, com o ambiente (pelo menos por enquanto) benigno lá fora, os juros brasileiros seguem atraentes – em que lugar do mundo se paga juros reais da ordem de seis ou mais por cento?

Qualquer livro de investimentos deixa bem claro os riscos de se investir em países emergentes (corrupção, instabilidade política, moeda fraca…) – o gringo está mais preocupado em saber se a equipe econômica vai ficar do que o nome do presidente. Temer passou de vice decorativo para presidente decorativo.

Tá tão fácil atrair capital estrangeiro que nossos “hermanos” argentinos, depois de pouco mais de um ano do último calote, captaram quase 3 bilhões de dólares com um bond de 100 anos (CEM ANOS!!!) e a demanda foi de 3,5x o total ofertado!

Há duas lições no episódio: (1) investidores não aprendem nunca; e (2) com os juros baixos lá fora, fica muito fácil captar.

Mesmo que as reformas por aqui não passem, Meirelles ainda conta com o apetite estrangeiro por ativos brasileiros.

Se não tem como cortar os gastos, que se venda ativos e amplie a receita. A Fazenda está abrindo todas as gavetas e procurando aquelas moedas escondidas para pagar o entregador de pizza que bateu à porta – aliás, tudo que os parlamentares querem é uma pizza bem assada.

Janot sinalizando anistia para o caixa 2 é o pizzaiolo da vez.

03:50 - Escolhidos a Dedo

Se o ambiente é sempre incerto, o negócio é usar toda a ajuda possível. Diversificar, contratar seguros e sempre desconfiar de suas próprias convicções.

A Luciana, que sabe disso muito bem, está sempre de olho na postura dos gestores e não costuma dar trela pra quem cuida dos fundos como se tivesse bola de cristal. Mais do que isso, ela escolheu a dedo os melhores fundos para garantir que você tenha uma aposentadoria tranquila e, assim como o gringo, não precise perder o sono a cada notícia negativa que venha de Brasília.

A SuperPrevidência tá aí e se você ainda não contratou, lamento, mas está perdendo tempo. Não vai durar pra sempre!

04:20 - Temer Mais Isolado Que os Brits

Lá fora, clima não é para muitos amigos – petróleo segue sua derrocada com excesso de oferta e tem mais um dia de queda. Enquanto isso, alguns fed boys sinalizaram maior aperto monetário, o que ajuda a derrubar Bolsas mundo afora.

Em meio ao início das negociações do Brexit, a libra volta a perder força, o que não necessariamente é ruim para o UK. Moeda mais fraca impulsiona exportações e ajuda a corrigir o problema da balança comercial. Aliás, fundamentalmente, o sentido da libra já era esse, o Brexit só talvez tenha acelerado o processo.

Há boas saídas de alianças comerciais e financeiras para os brits – sinalização de que EUA e Reino Unido poderiam estabelecer uma aliança bancária certamente corrobora a tese.

Se engana quem pensa que só a Inglaterra tem a perder com a saída do bloco. Pelo contrário, acho que, por mais que os burocratas de Bruxelas tentem negar, o euro está em posição talvez mais delicada, apesar dos bons ventos dos resultados das eleições francesas.

Por aqui, Bolsa, que já acompanhava o mau humor externo, embicou de vez com a rejeição da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) – o placar apertado de 10 a 9, apesar de não mudar a tramitação da reforma na prática, sinaliza que Temer está perdendo o pouco apoio que ainda tem.

A reação me parece muito exagerada, com os profetas do apocalipse apontando que a reforma naufragou. Por enquanto, tudo indica que passará em plenário. Com certeza, boa notícia para Temer não é.

De qualquer forma, real desvaloriza forte e os juros abrem bastante.

PS: O falecimento de um estudante norte-americano que foi mantido preso na Coreia do Norte por pouco mais de um ano certamente não contribuirá para a melhora das relações entre os dois países; há mais três americanos detidos na Evil Korea. Resta saber como Trump vai lidar com a situação.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Conteúdo relacionado