M5M_Eike vergonha, Mantega!

Eike alívio, Eike discurso, Eike oportunidade, Eike retomada, Eike recessão?

M5M_Eike vergonha, Mantega!

00:05 - Eike alívio

Juros inalterados nos EUA, como esperado. Próxima reunião é em Novembro, uma semana antes das eleições presidenciais. A chance de acontecer qualquer coisa, francamente, é nula.

Reforçada sinalização de Dezembro. Até aí, sem novidade.

A surpresa positiva é nas projeções para 2017 e anos subsequentes, que sugerem uma trajetória de elevação mais suave do que o mercado vinha imaginando.

Subirá, mas subirá menos. Com isso, reacendeu-se o apetite por ativos de maior risco.

Mercados em forte alta mundo afora, aliviados: há tempos não via tanto verde na minha tela.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:07 - Eike discurso

Otimismo externo repercute aqui, com raras exceções.

Faz eco também a incursão de Temer em Nova York. Deve ser porque, depois de anos de dificuldades insuperáveis, os investidores conseguem entender o que o mandatário do país fala.

Estabilidade política, segurança jurídica e potencial de crescimento são os pilares do discurso de Temer, que convida enfaticamente os gringos a investirem no Brasil.

Falar é importante, mas fazer é ainda mais: o Presidento afiançou que a PEC dos gastos públicos passará.

A credibilidade do país agradece.

02:13 - Eike oportunidade

O IPCA-15 veio abaixo do esperado. Ficou em 0,22 por cento, contra os 0,33 da mediana das projeções — o mais otimista esperava 0,25.

As medidas de núcleo, que expurgam do índice o efeito de componentes mais voláteis, indicam que o dragão efetivamente está perdendo força.

Petrobras dá sinais de que teremos redução do preço da gasolina até o final do ano, o que deve trazer desinflação adicional.

Meirelles, em Nova York, sugere que queda da Selic até o final do ano é “altamente provável”. Eufemismo: “altamente provável” não é um simples corte em uma das próximas rodadas do Copom, mas sim o início de um ciclo acentuado de corte de juros.

Quem se posicionar corretamente colherá ganhos de magnitude típica de renda variável com a Oportunidade da Década na Renda Fixa.

03:09 - Eike retomada

Não pense em crise: trabalhe.

Ministério do Planejamento fez um levantamento de 1.600 obras inacabadas no país, um quarto delas com condições de retomada imediata. Custo é da ordem de 2 bilhões de reais, e poderia — a princípio — ser coberto com recursos que já estão na programação orçamentária dos ministérios.

Seria um alívio se a iniciativa deslanchasse, ainda mais se ganhasse corpo. Bom para o contribuinte, que já contribuiu para o início das obras e não vê contrapartida. Bom para as construtoras — vale lembrar que o setor não se limita àquelas megaempresas encrencadas —, bom para toda a cadeia produtiva.

Talvez ainda não seja o suficiente para reanimar o case de Mills (MILS3), mas alguma rebarba poderia vir. Bom mesmo há de ficar com o deslanchar de investimentos em infraestrutura por aqui.

04:01 - Eike recessão?

O Banco da Inglaterra pode ter de revisar suas projeções para a economia britânica.

Para cima.

Quem dá o sinal é Kristin Forbes, figura do alto escalão do Banco, segundo quem o impacto da saída da UE para o reino de Elizabeth II não será tão agudo quanto o inicialmente previsto.

A propósito, este aqui é o desempenho recente do FTSE 100, principal índice da bolsa londrina. A seta é autoexplicativa.

Links Recomendados

.: O perfil do investidor imobiliário
.: Receba 3 aluguéis mesmo em tempos de crise

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: CZLT: Eike desconto (PRO)
.: BRKM: Eike acordo (PRO)
.: Estatais no longo prazo: Eike risco (PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado