M5M_Mais uma dose, garçom

A julgar pelas narrativas que fazem preço hoje, a última sexta-feira ainda não acabou.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
M5M_Mais uma dose, garçom

00:07 - Hoje ainda é sexta-feira

A julgar pelas narrativas que fazem preço hoje, a última sexta-feira ainda não acabou.

Bom humor predomina na Bolsa americana, ainda ecoando otimismo com o anúncio do anúncio de Trump, em dia fraco de indicadores por lá. Commodities metálicas em alta completam o quadro e dão o tom também no mercado europeu.

O reflexo por aqui é de Bolsa em alta, com exportadoras na ponta vencedora e predominância de nomes locais no outro extremo. Mercado de juros, até aqui, tem dia tranquilo.

Traz mais um balde, garçom.

01:12 - Agora é para o outro lado

O relatório Focus desta semana mostra que os d outos economistas já projetam inflação de 2017 abaixo da meta de 4,50. E Selic abaixo de 9.

Leitura imediata: expectativa de inflação abaixo da meta deveria se traduzir em maior (leia-se mais intenso e/ou mais longo) afrouxamento monetário. Logo, juros (ainda mais) para baixo. É o tijolinho que faltava na construção de quem começou a vociferar por cortes de 100 pontos-base no(s) próximo(s) Copom(s). Fôlego adicional para o pré?

Só que não se pode ignorar o outro lado da moeda: o dilema do BC, que passou tanto tempo batendo pé quanto ao atingimento da meta em 2017 (e venceu), é agora sinalizar como suas próprias expectativas se comparam com as do mercado. Talvez a batalha passe a ser no sentido oposto agora.

Da mesma forma que o consenso passou um longo período duvidando de Ilan, é possível que agora expectativas tenham exagerado para o outro lado.

A ver. E, para esquentar a discussão, temos mais dados de inflação saindo nesta semana.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:05 - Tentação

Sejamos francos: até aqui, a grande estrela da política econômica é o Banco Central. Sim, tivemos avanços na agenda de reformas, mas foi via política monetária que mais se avançou.

O sucesso pode cobrar um preço: a inflação bem-comportada pode dar espaço a despautérios em outras frentes, ainda mais se colocarmos na conta o desejo de protagonismo de outros habitantes do Planalto Central.

“A inflação está sob controle! Agora é hora de anunciar medidas de impacto para reanimar a economia! Gerar empregos! Fazer investimentos!”

Cabeça de político, que não resiste por muito tempo à tentação de botar o dedo em algo cujos frutos possa chamar de seus.

03:38 - Tan tan tan

— Olha só pessoal, o Trump disse que…

Todos já haviam visto a notícia: eu era o retardatário. A Marília quase salta da cadeira; se vira e cantarola um tan tan tan.

(Eu bem lembro que o Tema da Vitória era do Senna, mas na era da pós-verdade virou provocação a quem dormiu no ponto)

Sexta a S&P reafirmou seu rating para o Brasil, com perspectiva negativa. Em português, isso significa dizer que não só continuam não gostando do que vêem por aqui como podem, em um horizonte próximo, reduzir a nota. Dentre as justificativas, destaca a alta do desemprego, o aumento das tensões sociais e riscos políticos, a crise da dívida dos Estados e incertezas quanto ao avanço de reformas.

Tan tan tan…

Nada a discordar quanto a riscos políticos. De resto, tudo me parece atrasado: se já não atingimos o ponto de inflexão, no mínimo estamos muitíssimo próximos dele.

Aliás, Meirelles reafirmou convicção de alta no PIB neste trimestre, estimando algo entre 0,2 e 0,3. O indicador de atividade do BC sai na quinta-feira e deve ajudar no debate.

04:10 - Cigarras e formigas

— E aí, como foi sua sexta?

— Saí para beber todas, e você?

— Eu fui à aula presencial do Programa de Riqueza Permanente!

Este é o diálogo travado entre diversos assinantes nossos e seus colegas e familiares no dia de hoje.

É preciso determinação para trocar o dia de maldade por apresentações do Rodolfo Amstalden e do cientista político Marcus Melo. Parabenizo a todos os participantes pelo comprometimento com a construção do próprio futuro: plantando hoje para uma generosa colheita no futuro.

E você, o que fez de bom na sexta-feira? Como isso impactará o seu futuro?

Links Recomendados

:. Um alerta para você que tem previdência no Banco do Brasil
:. As testemunhas contra Lula
:. 3 EMPRESAS – Vão depositar dinheiro na sua conta em 2017

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Até aqui…
.: Para onde vamos
.: Flipar ou não flipar?

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado