M5M_Pacificaram o Morro

Não parece ser uma boa hora pro morro ficar quieto, parece?

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
M5M_Pacificaram o Morro

“Não é possível dizer que coisas feitas em 1943 não precisem de mudanças”
– Luiz Inácio Lula da Silva, sobre a CLT.

Trilha do dia

00:07 - Greve Festa Geral

Na volta do feriado, mercados sobem com bastante força. Lá fora, índices americanos reforçam as máximas e a Europa sobe na esteira de boas notícias sobre commodities.

Brasil não poderia ser diferente, ainda mais com bons dados de balanços e do varejo e melhora das expectativas – sem contar o entendimento de que a greve na sexta foi em tamanho insuficiente para causar maiores transtornos na agenda de Reformas.

É Bolsa pra cima (forte) e dólar e juros para baixo.

01:13 - Temer da Força

Assim como o mercado, o Planalto entende que a Revolta dos Pneus Greve Geral, teve menor adesão do que o esperado e que a pressão sobre as reformas não deve aumentar significativamente. Enquanto isso, Temer trabalha no corpo a corpo e vai retaliando os deputados infiéis.

A aprovação em primeiro turno de UMA reforma da Previdência é fundamental não só para melhorar as expectativas do mercado, também me parece uma condição para que o Bacen acelere o corte de juros em sua próxima reunião.

Do “lado de lá”, a CUT promete parar o país por dois dias seguidos e alguns deputados falam em rever o fim do imposto sindical para acalmar Paulinho da Força.

Se parar o país for queimar alguns pneus e bloquear avenidas, bring it on! A população quer mais é trabalhar em paz – se o governo Temer for tão fraco que precisa acalmar o Paulinho da Força, começarei a engrossar os gritos de “Fora Temer”.

O fim do imposto sindical será a maior conquista do Brasil desde o Plano Real – são mais de 17 mil sindicatos que representam apenas seus próprios interesses.

O Brasil tem o sindicato do sindicato!!

Isso tem que acabar.

02:08 - Crise, que crise?

O que parece estar acabando é a crise.

Balanços e dados continuam vindo positivos (ou menos negativos). Varejo mostra reação e março e abril foram bons meses para os shopping centers brasileiros.

Anima também que, mesmo com a “Carne Fraca”, exportações de carne avançaram 25 por cento em março.

Um novo relatório do Banco Central mostra que, mês as mês, as expectativas para inflação e juros são menores.

Fonte: www.zerohedge.com

Os leilões de infraestrutura (aeroportos e linhas de transmissão) recentes foram muito bem sucedidos – empresários brasileiros e estrangeiros já fazem contas com juros e retornos menores.

Até o mercado imobiliário tem trazido algumas notícias positivas antes do previsto.

Com a volta do varejo, queda de inflação e de juros e melhora do investimento, só falta uma variável voltar: o emprego.

Mas o danado é teimoso.

A moda agora é falar em uma retomada sem emprego, o tal do jobless recovery. A economia vai crescendo devagar, os dados todos melhoram mas, o desemprego mostra mais resistência do que gostaríamos.

Ainda acho cedo para falarmos nisso: o desemprego é sempre um dos últimos a voltar.

Me parece que ainda tem muito pessimismo aí.

É preciso só passar as reformas e parar de queimar pneus.

Todo o resto vem por arrasto.

O meu grande medo é com o que vem de fora – e se quando começarmos a nos recuperar, a “crise internacional” pegar todo mundo no contrapé por aqui?

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

03:12 - Show do Milhão

Se teremos crise internacional ou a volta do emprego, uma coisa eu tenho certeza: dinheiro no bolso é a melhor proteção – cash is king!

De acordo com estudo do Credit Suisse, só 176 mil brasileiros possuem mais de 1 milhão de reais na conta (de 200 milhões de pessoas, só 176 mil. Pense nisso!).

Com essa grana em mãos, você sabe que estará bem aconteça o que acontecer com os mercados e sabe que sua família estará garantida aconteça o que acontecer com você.

Pensando nisso, o Waltinho desenvolveu o projeto do milhão – o caminho mais rápido para se tornar milionário.

Vale mais que barras de ouro!

Acesse aqui e confira.

04:03 - UPP do Mercado

Você já ouviu falar no VIX?

VIX é um índice que mede a expectativa da volatilidade do mercado de ações norte-americano.

Da forma mais simples possível, o VIX mede quanto o mercado acha que vai ter de flutuação no preço das ações nos próximos dias.

Quando está tudo bem (como agora), os mercados sobem (como agora), o investidor acha que tudo vai ficar bem pra sempre (como agora).

A última cotação do VIX foi de 10.11, valor mais baixo em muito, mas muito, tempo – desde 2007 não ficava nesses níveis.

Fonte: www.zerohedge.com

Das (poucas) outras vezes que o índice operou nesses níveis, o resultado não foi muito bonito para o S&P.

E o que mais espanta é que o mercado precifica calmaria justamente quando Trump tem feito bastante esforço pra começar alguma nova guerra por aí – sem contar o petróleo, que só cai, e a sempre ameaça de uma implosão chinesa.

Não parece ser uma boa hora pro morro ficar quieto, parece?

O Baiano (Tropa de Elite) ficaria bastante desconfiado.

Desconfiado ou não, até o Baiano sabe que com volatilidade baixa o negócio é comprar opções. Mas, é o tipo de coisa que não dá pra fazer na loucura: opções são como dinamite – podem te ajudar muito mas, se não souber usar, fazem um baita de um estrago.

Meu conselho? Converse com o Bruce, ele conhece do assunto como ninguém.

Se você é assalariado e pretende ganhar mais, existem algumas formas para aumentar sua renda, como:

a) Cobrar mais por hora trabalhada (mas não muito mais para não soar ridículo nem ser substituído);

b) Fazer horas extras.

À medida que você aumenta suas competências e seu trabalho é reconhecido, é natural que passe a ganhar mais por hora trabalhada.

Mas isso pode significar que você ficará mais tempo no escritório, sem poder desfrutar do seu novo padrão de vida.

Você pode pensar em se aposentar, como eu fiz aos 39 anos. Parecia uma boa opção na época, no entanto, com o passar do tempo, fiquei preocupado por ter perdido a minha renda ativa e por não ter me planejado direito. Isso não é independência financeira. Por isso, prometi a mim mesmo que não cairia novamente nessa armadilha.

É verdade que é muito mais fácil se tornar multimilionário se você começa a construir riqueza aos 30 anos, como eu fiz. Mas, mesmo se você for mais velho e quiser criar fortuna em menos de 10 anos, você pode conseguir. Basta começar agora mesmo.

A resposta é sempre a mesma, independentemente da sua idade ou se você é assalariado ou profissional liberal: crie múltiplas fontes de renda.

Cadastre-se aqui para receber uma novidade em breve.

Ao sucesso,
Mark

Links Recomendados

.: 9 verdades e 1 mentira sobre fundos
.: Temer parou de piorar
.: O investimento que você deve fazer HOJE para garantir o seu futuro e o das próximas gerações

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Prestando Contas
.: A propósito…

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado