M5M_Que será do bode?

Contanto que o bode continue sendo um bode, mercado deve reagir bem desde que a reforma da Previdência ande.

M5M_Que será do bode?

00:07 - São as eleições, estúpido!

Bolsa local em leve queda em mais um pregão de fortalecimento do Real – Bacen continua ativo nos swaps cambiais, segurando a moeda americana.

Juros respondem à ata do Copom e o fechamento é generalizado ao longo da curva (destaque para DIs 18 e 19 que fecham mais de 10bps).

Lá fora, eleições surpresa no Reino Unido, indefinição nas eleições francesas e a novela belicosa de Trump ampliaram a aversão a risco nos mercados. Quase tudo vermelho nos EUA, Europa e Ásia.

Destaque para o minério de ferro que teve forte queda novamente (-4,6 por cento) e o calvário de Vale, que entrega quase -4 por cento até o momento.

01:13 - Um bode limpo ainda é um bode

Só se fala, mesmo, na Previdência – o mercado parece um papagaio entalado, repetindo as mesmas coisas, é a nova narrativa e é com ela que convivemos.

Ao que tudo indica, o texto vai a plenário com várias alterações – como bem disse a Marília, o Governo colocou um bode sujo e fedido na sala. Todo mundo reclamou e, agora, estão limpando e enfeitando o bicho.

Contanto que o bode continue sendo um bode, o mercado deve reagir bem desde que o processo ande – Governo espera para fim de maio a votação em segundo turno na Câmara e já começa a movimentar os “amigos” no Senado.

Convém ficar de olho em Rodrigo Maia, que deve tentar hoje, pela terceira vez, aprovar o pacote de socorro aos Estados – é um bom termômetro para saber quão aliada ainda é a base de Temer.

02:08 - Brexit pela culatra?

Theresa May decidiu antecipar eleições gerais e pegou os britânicos (e os mercados) de surpresa – é uma tentativa de unificar o Parlamento e garantir maior governabilidade, se o tiro sair pela culatra, bem, aí… que será do Brexit?

Atenção para eleições na França: primeiro turno é neste domingo e as pesquisas apontam um empate técnico entre Macron e LePen. Tudo indica que, no segundo turno, Macron levaria com certa vantagem.

Bem, depois de tudo que vimos nos últimos anos, a última coisa em que devemos confiar são pesquisas eleitorais – Hillary, pelo menos, não confia mais.

Falando em Hillary, no novo capítulo da novela de Topete x Cebola, o exército americano cogita derrubar os mísseis lançados em testes norte coreanos – o problema vai ser acertar alvos que sequer saem do chão.

E o que dizer sobre potencial destrutivo de maquetes de papelão?

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

03:12 - Copom desata os juros

Copom divulgou a ata e deixou o caminho aberto para ampliar ou manter o ritmo no corte de juros.

A leitura é que a atividade econômica, que está na lama, e a inflação, que está nas cordas, dão total liberdade para acelerar os cortes para 125 bps.

O problema é a reforma da Previdência (que tenta descer do telhado). Se não andar, Bacen pode pisar no freio e segurar um pouco o corte.

De qualquer forma, mercado faz a leitura que o cenário base é um novo corte de 100 bps e Selic para o fim do ano deve ficar abaixo dos 9 por cento, mesmo.

04:03 - Alguém tem que trabalhar, mas não precisa ser você

Já que o caminho da Selic é mesmo para baixo, aplicar em fundos DI não é uma boa alternativa para colocar seu dinheiro trabalhando para você.

Se quiser conhecer uma ótima alternativa para aumentar seus rendimentos e ter, mensalmente, dinheiro pingando na sua conta, o negócio é seguir a Tática Combinada da Rentabilidade Adicional – T.C.R.A.

É a melhor forma de ter uma fonte segura de renda extra que pagará suas contas sem preocupação.

Quer sabe mais? Clique Aqui.

Você está recebendo um texto de Mark Ford, professor universitário que se tornou multimilionário em apenas sete anos. Sócio da Agora, consultoria financeira parceira da Empiricus, ele ensina os melhores caminhos para construção de riqueza. Bem-vindo(a) ao clube WBC.

Dizem que um portfólio equilibrado é aquele que combina ações e títulos. No entanto, há pelo menos três outras classes de ativos na carteira de todo construtor de riqueza: imóveis, bens tangíveis e investimentos em empreendimentos privados. Algumas pessoas se assustam ao ver a palavra empreendedorismo, pois, associam o termo à genialidade, coragem e sorte. Mas esses fatores raramente contribuem para o sucesso de uma empresa. O que importa, na verdade, é humildade, precaução e raciocínio lógico. Não à toa, o construtor de riqueza prudente está disposto a investir na aquisição de habilidades e de conhecimento.

Links Recomendados

.: 50 tons de Verde
.: O hip hop da ORCRIM lulista

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Prestando Contas
.: A propósito...

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado