M5M_Siga em frente

Sigamos em frente: há de haver um sentido em tudo isso que, um dia, hemos de encontrar.

M5M_Siga em frente

00:13 - Sorria!

Hoje, 8 de dezembro, é Dia da Justiça.

Em minha caça diária por notícias para alimentar este M5M, com o que me deparo?

“É com humildade que o Senado Federal recebe e aplaude a patriótica decisão do Supremo Tribunal Federal. A confiança na Justiça Brasileira e na separação dos poderes continua inabalada.”

Sorria! Não; sorria mais! De orelha a orelha! Eu já garanti o meu com isso aqui:

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:20 - Sigamos em frente...

Sigamos em frente: há de haver um sentido em tudo isso que, um dia, hemos de encontrar. Esqueçamos os resquícios do passado e sigamos nosso caminho.

(Captou a referência? Se sim, levanta a mão para ganhar uma semana de M5M PRO. Vale só para os cinco primeiros)

Em grande medida, o mercado antecipou ontem a tramóia: muito especialmente no mercado de DIs, a dobradinha Calheiros + Goldfajn fez bastante preço, do que resulta movimentação mais tímida no dia de hoje. Ainda assim, vencimentos mais longos caem gostosamente.

02:05 - …rumo à outra margem

Os olhos por aqui se voltam agora, evidentemente, para o butim de toda essa barafunda: que avancem as reformas — e antes do recesso parlamentar.

E renovamos, assim, a fé de que há um Novo Brasil logo ali na outra margem: um país com equilíbrio fiscal de longo prazo e custo de capital civilizado.

Juros (azul, eixo direito) versus Bolsa (verde, eixo esquerdo), últimos 30 dias

03:08 - Aja agora

Para chegar à outra margem, recorra à renda fixa e às ações. Em que proporção? Eu não recomendo mais de 30 por cento em ações — e, desse bolo, reserve a maior parte às Melhores.

Na renda fixa, privilegie os prefixados: vale ter tanto LTN 2019 quanto 2023 — a proporção de uma e de outra vai da sua tolerância a risco: quanto mais 2023, mais sujeita a solavancos de curto prazo a carteira fica. A recompensa, no entanto, é maior. Se você suspeitar que pode ter de vir a resgatar os recursos num horizonte razoável de tempo — menos de 12 meses, talvez? — conforme-se em deixar essa parcela nas LTFs (Tesouro Selic). “Não perder”, insisto sempre, é mais importante do que ganhar.

Mas antes de tudo, certifique-se de compreender o que está fazendo. Se você está dando seus primeiros passos, não deixe de conferir As Melhores do Investidor.

04:12 - Hora do desmame

Com favas meio que contadas no mercado doméstico, atenções se voltam para fora.

Na Europa, choro e ranger de dentes enquanto investidores buscam digerir a mensagem de Draghi. O homem forte ( sic) do Banco Central Europeu. Recompras de títulos continuarão após março, mas ritmo cairá dos atuais 80 bilhões de euros mensais para 60. O mercado, que queria tudo igual (e ampliou apostas nesse sentido após o referendo italiano), se ressentiu. Impacto veio principalmente no euro:

Tenho insistido: é preciso aceitar que, uma hora, o desmame terá que acontecer.

Links Recomendados

.: O dia em que superamos a Kéfera
.: Neste exato momento, os GRANDES BANCOS estão subtraindo 2,8 BILHÕES DE REAIS do bolso do cidadão brasileiro

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Reiterando convicções (PRO)
.: Anyong-hi kaseyo (PRO)
.: Agora é diferente (PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado