M5M_Tragando a verdade

Muitos da minha geração sonharam em largar tudo e viver de Bolsa. Poucos, de fato, conseguiram.

M5M_Tragando a verdade

00:15 - Rule Britannia

“Eu sei que não sou uma política vistosa . Não costumo mostrar minhas emoções. Apenas encaro a tarefa que é posta à minha frente.”

Assim se define Theresa May, que deve se tornar a próxima premiê do Reino Unido.

Penso eu que o destino chama por alguém com precisamente esse ethos.

“Onde houver discórdia, que tragamos harmonia; onde houver erro, que tragamos a verdade; onde houver dúvida, que tragamos a fé, e onde houver aflição, que tragamos a esperança” – palavras de Margaret Thatcher em sua posse, em maio de 1979.

A atualidade das palavras de Maggie por ocasião da ascensão de Theresa não poderia ser mais auspiciosa.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:09 - Torniquete apertado

Governo Temer não é Thatcher, mas promete reduzir os gastos discricionários em pouco mais de 5%, nominais, em 2017.

Tudo dando certo, esses desembolsos representarão menos de 4% do PIB pela primeira vez desde 2007. Conta-se aqui com a realização da projeção de PIB do governo, de +1,2%.

Tudo considerado, despesas totais devem avançar pouco menos de 6% – e pouco acima da previsão de inflação do último Focus.

Uma salva de palmas, por favor.

02:05 - Cheque pré-datado

Operadoras aeroportuárias ganharam do governo mais tempo para efetuar o pagamento das outorgas que venceriam amanhã.

Fica para dezembro o recebimento. Ajuda o caixa no curto prazo, e ainda assim contribui para o fechamento das contas no ano.

Muito antes do que benevolência para com o setor, a medida parece lúcida diante das circunstâncias. Não tá fácil pra ninguém, não é mesmo?

Além do mais, novas concessões vêm por aí. Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza devem ir para o balcão ainda esse ano. Congonhas e Santos Dumont – sim, eles mesmos – estão na fila, mas só ano que vem.

A mão chega a tremer.

03:09 - I rest my case, your honor

Quando eu era calouro, reforma da previdência já era assunto de jornal velho.

O governo sinaliza que só fá-la-á (um brinde à volta da mesóclise) após a conclusão do processo de impeachment.

Vem antes de 2018, enfim? O Natal chegou mais cedo?

A propósito, Temer diz que não se sentiria frustrado caso Dilma retomasse o cargo (fale por você, Michel), mas que teria grande prazer em ser presidente e que deseja pôr o país nos trilhos.

O Ibovespa supera hoje, pela primeira vez, o nível de quando da aprovação do processo de impeachment.

04:11 - Negócio sério

Muitos da minha geração sonharam em largar tudo e viver de Bolsa; virar trader profissional.

Poucos, de fato, conseguiram. Não só por conta de falta de acesso à informação, mas principalmente por questões de perfil comportamental. Ser trader não é fácil; é negócio muito sério.

Acreditamos que, com a orientação correta – bebendo da experência de quem conseguiu trilhar esse caminho com sucesso -, o investidor individual pode, sim, começar essa jornada; ganhar dinheiro e preparar terreno para, se assim quiser, mudar de carreira no futuro.

É o espírito de nossa nova série, a Empiricus Serious Trader. Ajudar quem almeja viver do trade pra valer, com seriedade, a aprender a ganhar dinheiro.

Links Recomendados

.: 11 passos para se tornar um especialista
.: 2016: A maior transferência LEGAL de riqueza da história do Brasil
.: Mercados da China têm alta após inflação fraca; índice japonês sobe por estímulos

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: HYPE Saindo das fraldas (exclusivo PRO)
.: Na esteira de CPFE... (exclusivo PRO)
.: Comam mais arroz (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado