Não há quem compre meu silêncio

O impeachment foi promovido do status “possível” para “provável".

Não há quem compre meu silêncio

00:08 - Há quem cresça...

PIB 2015 ficou em -3,8%.

Não vemos um resultado tão ruim desde a década de 1990, quando tivemos queda de -4,3%.

Este sétimo trimestre consecutivo de retração é claramente um recorde na conta de Dilma.

Mesmo assim, tem um Brasil que se salva.

Agropecuária fez delação premiada e cresceu +1,8% em 2015.

Já Indústria (-6,5%) e Serviços (-2,7%) foram pegos com a boca na botija.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:19 - … e apareça

Confirmadas as delações de Delcídio e Leo Pinheiro, o impeachment é promovido do status “possível” para “provável”.

Segundo a IstoÉ, Delcídio delatou Lula, Dilma, Palocci e Erenice Guerra, entre outros.

Já decretamos oficialmente o Rali do Impeachment.

Aos 45 mil pontos, não seria loucura imaginar o Ibovespa indo até 65 mil.

Ou seja, um potencial de ganhos da ordem de +44%.

Não custa lembrar, ainda, que algumas das Melhores Ações tendem a subir bem mais que o índice.

02:27 - Águia de Haia

Ufa! – Copom foi mesmo irrelevante.

Sem mudanças no guidance da Selic, o Comitê continua usando a estratégia de good cop, bad cop.

Infelizmente, os bad cops (que, ao meu ver, são os que atuam dentro da lei) constituem minoria.

Tony Volpon, aguente firme.

Mais um pouquinho e o BC pode virar independente.

Você vai ser promovido.

03:19 - Carry trade

Cetip abriu o deal de fusão.

Surpresa?

Não para os leitores de O Financista, que leram entrevista com acionistas de Cetip que discordavam do preço oferecido por BVMF.

Algo me diz que faz sentido para BVMF tomar dívida ou vender um stake adicional de CME para se fundir com Cetip a preço justo.

Neste momento, ações americanas parecem já bem precificadas, enquanto ações brasileiras estão baratas.

04:28 - Lei da gravidade

Pois é, Bolsa americana já subiu bastante de 2009 para cá; agora é nossa vez!

Observe este gráfico do mercado de ações dos EUA nos últimos cinco anos.

m5m-030316-01

Enquanto estamos no vale, eles experimentaram um pico de valorização em 2015.

As consequências desse pico são monitoradas de perto por nosso estrategista internacional e consultor da CIA, Jim Rickards.

Links Recomendados

.: Baixe nossa nova planilha financeira para controle de gastos
.: O calote: algumas verdades (ainda) não reveladas sobre a economia brasileira
.: Espresso Financista: Mercado digere decisão sobre juros e PIB do Brasil

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Dólar pode derreter? (exclusivo PRO)
.: 5% pode ser melhor do que 7% (exclusivo PRO)
.: Baixa probabilidade com alto retorno (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado