No fim, você é quem paga

00:06 - Prejú no carry

Quem tomou em dólares ao final de 2014 para aplicar em juros brasileiros acabou com um prejú de -22%.

Trata-se de raridade.

Tradicionalmente, o chamado “carry trade” pautado em Brasil rende lucros substanciais aos gringos.

Como a Selic é gigantesca, só uma invertida muito grande no câmbio pode comprometer esses lucros.

A invertida aconteceu em 2015.

Aconteceria de novo em 2016?

Depende do clima político. Entre os extremos de Terceiro Mandato e Projeto Temer, existem muitas possibilidades.

01:19 - Medida antiblefe

Por ora, os gringos estão menos interessados em Brasil e mais interessados em seus próprios reguladores.

Autoridades americanas e chinesas estudam seriamente a hipótese de cobrar tarifas de transação também por ordens canceladas.

Que sentido faria isso? Por que se preocupar com ordens canceladas?

Algoritmos de alta frequência enviam toneladas de ordens-blefe às Bolsas de todo o mundo, sem intenção de honrá-las, apenas para atiçar o preço de reserva de outros participantes.

Essa prática – bem descrita no livro Flash Boys – dá margem à manipulação e desestabilização dos mercados.

No verão chinês, um crash da Bolsa medido em US$ 5 trilhões provocou prejuízo a milhares de pessoas físicas sujeitas a ordens-blefe.

O que é bom para a alta frequência pode ser ruim para investidores de baixa frequência.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:15 - Ditadura da demanda

O que é bom para a prefeitura de Florianópolis pode ser ruim para o turista.

Depois de fechar exclusividade com a Kirin, Floripa foi obrigada a recuar, liberando todas as marcas de cerveja.

Ninguém gosta de regulação desse tipo.

Uma vez instaurada a polêmica, seria ruim, inclusive, para a própria Kirin.

Quero ter o direito de escolher minha própria breja, pagando mais barato ou mais caro.

Na prática, Ambev usa sua liderança de mercado para fazer mais ou menos o que a prefeitura de Floripa tentou.

Mas ninguém reclama.

Ambev tem dezenas de marcas no portfólio, para dar a impressão de concorrência e pluralidade.

Não é à toa que ABEV3 se nega a cair na crise, negociando teimosamente a 20x lucros.

03:29 - Espiral preço-salário

Vamos tomar mais cerveja em 2016?

Mais pão líquido, mais circo.

A regra do Governo decretou um novo salário mínimo de R$ 880, aumento de +11,68% ano contra ano.

Falsa alegria.

No exato momento em que o trabalhador estará quase rendido à ilusão de que ganha mais, virá a inflação a galope, roubando todo seu acréscimo, e um pouco mais.

Inflação, aliás, causada pelo próprio reajuste do mínimo, entre outras coisas.

Não existe almoço grátis.

Salários não podem subir enquanto a oferta de mão de obra aumenta e a produtividade do trabalho cai.

04:24 - Ficando bom de conta

Governo Dilma é craque em tentar captar ganhos políticos para si mesmo, socializando as perdas econômicas.

“Eu te dei aumento do mínimo. Então veio a maldosa conjuntura externa e te derrubou. Maldito dólar, maldito anticiclo das commodities!”.

Outro exemplo. Ministério da Fazenda “pagou” as dívidas-pedaladas de 2015 emitindo mais dívida e zerando um fundo emergencial do Tesouro. Você já sabe o que esperar disso: juros maiores contra o seu bolso; parabéns, você é quem vai pagar as pedaladas, mesmo sem saber.

A estratégia de socializar perdas funcionou por um tempo, não funciona mais.

Quando as pessoas percebem que estão sendo enganadas, se revoltam a um múltiplo infinito das perdas provocadas.

Demora um pouco pois exige calcular entre pequeno lucro (evidente, imediato) e gigantesco prejuízo (oculto, postergado).

Melhor na matemática social, o brasileiro está aprendendo a fazer essa conta.

Se você precisar de uma ajuda com a calculadora, estaremos à disposição, também em 2016.

Links Recomendados

30 dias de tour por nossos melhores serviços
Saiba como disparar um raio multiplicador e potencializar em 120 vezes seu lucro com imóveis

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Derivadas de Petro (exclusivo PRO)
.: Ou você tem, ou não tem (exclusivo PRO)
.: A vol sempre pode aumentar (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado