O Auto da Compadecida

Em um ato de misericórdia, Senado aprova a abolição da escravatura de Petrobras.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
O Auto da Compadecida

“oil industry worker on blue background”

00:07 - Apresentando Chicó

Ministro Berzoini afirmou que o tempo é curto para aprovar, ainda neste ano, a reforma da Previdência.

O tempo é curto porque depois de fevereiro vem dezembro?

Ou porque a própria sobrevida do Governo Dilma é que é curta?

Não sei.

Só sei que foi assim.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

01:09 - Para triunfo da misericórdia

Em tempo, o Senado aprovou a abolição da escravatura de Petrobras.

Pois o Pré-Sal deveria ajudar a estatal a gerar caixa no futuro, e não sufocá-la em dívidas presentes.

No contexto atual, podemos dizer que o projeto do Serra passou com um placar folgado.

40 votos a favor, 26 contra e duas abstenções.

Um projeto, aliás, em que o PT virou oposição e o Governo ficou em cima do muro, para não passar vergonha.

Agora está na hora de discutir o próximo resgate de Petrobras.

Em verdade, já passou da hora.

02:25 - Chame o padre pra benzer a cachorra

Lê-se com gosto o artigo de Jorge Simino, no Valor.

Jorge é diretor de investimentos da Fundação Cesp. Sua opinião, curta e grossa:

“A empresa precisa receber uma injeção de capital já”. No mínimo, cem bilhões de reais.

E a capitalização deve ser em dinheiro; não vale aportar o Oceano Atlântico.

Não é o melhor momento?

Se o tratamento atual vier a falhar – alerta Simino -, o procedimento invasivo será feito quando a empresa apresentar um valor de mercado ainda menor.

03:23 - Onde está Severino?

No Palácio do Planalto, segundo Lauro Jardim, “trabalha-se com a informação de que Delcidio Amaral fez um acordo de delação premiada com a PGR”.

Quando André Esteves foi preso, avisamos aqui que Delcídio era o grande personagem para os mercados. Só levaria um pouco mais de tempo para perceber.

Além de Delcídio, temos hoje vários protagonistas. Apartamentos, sítios, marqueteiros, bilhetes e secretárias.

Que se abram, portanto, as cortinas e comece o espetáculo.

Note você que a Bolsa brasileira, de repente, teima em defender os 40 mil pontos.

Apesar da China e dos resultados ruins de empresas boas.

Quão tênue é a fronteira entre o parar de cair e o começar a subir?

04:28 - Foi coisa que eu nunca vi

Ontem ultrapassamos a marca de 10 mil livros vendidos do Palavra.

Será que o Felipe escreveu outro best-seller?

O distinto público é quem haverá de julgar.

Não me custa, porém, ajudar no julgamento.

Libero aqui o Prefácio do livro, àqueles que ambicionam uma experimentação.

Meu verso acabou-se agora, minha história verdadeira.

Toda vez que eu canto ele, vêm dez mil-réis pra algibeira.

Hoje estou dando por cinco, talvez não ache quem queira.

E se não há quem queira pagar, peço pelo menos uma recompensa, que não custa nada e é sempre eficiente: seu aplauso.

Links Recomendados

.: 11 oportunidades raras para lucrar com ações em 2016
.: Como lidar com aumento do financiamento imobiliário
.: Espresso Financista: Em meio à cautela externa, mercado monitora Gerdau na Zelotes

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Espere que eu também vou (exclusivo PRO)
.: Romance popular (exclusivo PRO)
.: Tanta vontade de enriquecer (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado