O dobro ou nada

Já falei aqui sobre como um CDS 5y de cerca 400 pontos parece precificar os problemas “rotineiros” nacionais. Quando ocorre alguma surpresa negativa, ultrapassamos a marca, agora entre 420 e 430...

00:06 - Acima dos 400

Já falei aqui sobre como um CDS 5y de cerca 400 pontos parece precificar os problemas “rotineiros” nacionais.

Quando ocorre alguma surpresa negativa, ultrapassamos a marca, agora entre 420 e 430 pontos.

Isso é o que chamamos, popularmente, de Risco-Brasil.

Há uma correlação íntima entre aumento do Risco-Brasil, queda da Bolsa, valorização do dólar e salto dos juros futuros.

Afinal, o CDS reflete o custo para se proteger de cenários de estresse tupiniquim.

Quais cenários seriam esses, no momento?

01:15 - Última hora

De repente, a agenda do Congresso ficou apertadíssima para o Governo Dilma neste fim de ano.

De repente?

É o velho problema de se deixar tudo para a última hora. Qualquer imprevisto pode te matar.

O Governo tem prazo até 30/nov para editar o orçamento de 2015, e depende de aprovação da nova meta de déficit.

Só que os parlamentares estão menos preocupados com o déficit primário e mais preocupados com os limites de sua própria imunidade.

A mesma Dilma que “sabia tudo de Pasadena” parece não saber tanto sobre as prioridades do Legislativo.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:23 - Dois votos, uma medida

Copom também está deixando o controle inflacionário para a última hora.

Inflação esperada supera o teto de 2016 e o centro de 2017.

Tombas, de quais motivos você ainda precisa para elevar a Selic?

Se não há mesmo dominância fiscal, a decisão óbvia a se tomar é aumentar juros.

É triste, mas é óbvio.

Os seis membros do Copom que votaram por manutenção ou admitiram publicamente a dominância fiscal ou tomaram uma decisão política.

Apolíticos e adominados, Volpon e Marques não votaram por aumento de 25bps, mas sim de 50bps.

É uma distinção gritante.

03:22 - Questão de ordem

Questão de ordem nos demais bancos ontem foi de amenizar exposição ao BTG.

Se você trabalha no mercado financeiro, sabe do que eu estou falando.

Isso é pânico? Ninguém entende o que vai acontecer.

BTG pode seguir vida com a sobriedade de um Persio Arida, ou pode ser vendido.

Nessa segunda hipótese, quanto antes, melhor.

Os custos de captação do BTG quase dobraram de um dia para o outro, e o banco depende – naturalmente – da rolagem contínua de empréstimos para sustentar sua estrutura de capital.

04:26 - Assista ou leia

Prisão de Esteves foi um evento de cauda.

Deixou o dia de ontem bem corrido por aqui; muitos leitores com grana no banco, inseguros sobre a liquidez do BTG.

Hoje é tão corrido quanto, mas por motivos internos, e bem mais agradáveis.

Estamos atendendo a um recorde de pedidos de matrícula no WBC Brasil, nosso programa para a construção de riqueza.

Rapidamente, as 300 vagas inicialmente previstas vão virar pó.

Se você quer garantir sua inscrição, não deixe de assistir a este vídeo com todos os detalhes sobre o WBC.

No link, você encontra também a opção de conteúdo em formato de texto, caso prefira ler em vez de assistir.

Links Recomendados

O Gatilho capaz de MULTIPLICAR Investimentos em apenas 24 horas!

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Ao longo da curva (exclusivo PRO)
.: Por uma surpresinha (exclusivo PRO)
.: Mantenha distância (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado