O trade de Eduardo Cunha

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail

00:06 - Passou, levou

E não é que a regularização de recursos externos realmente passou na Câmara?

Há muito tempo não se via Levy de bom humor.

É pouco ainda, mas melhor do que zero.

Conforme dito ontem nesta mesma página, podemos estar diante de um início (tímido) da destrava política que catalisa a Virada de Mão.

Nossa tese de Virada não depende essencialmente de um chacoalhão político, mas é frontalmente beneficiada caso ele ocorra.

Seja com o bom humor de Levy, ou de Meirelles.

01:15 - Humor nos tempos do cólera

O diacho da recessão é que ela parece eterna enquanto dura.

Reportagem de O Financista transcreve a opinião de Eduardo Gianneti sobre o humor em tempos do cólera.

“Toda crise, enquanto se desenrola, é a pior que o pais já passou pelo fato de que não se sabe até onde vai chegar”.

Irônico, mas verdadeiro. No momento em que soubéssemos a exata extensão da crise, ela se dissiparia.

O mercado tenta resolver essa incógnita epistemólogica se adiantando aos desfechos futuros.

Por isso, é comum perceber Bolsa e prefixado subindo meses antes das crises econômicas serem efetivamente resolvidas.

Quem aguarda pelo cenário utópico lucra bem menos.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

02:23 - Ironia grossa

De ironias nunca estamos fartos.

Que maluquice é a história de Eduardo Cunha.

Segundo os documentos enviados pela Suíça, ele usou dinheiro corrupto do Petrolão para comprar ações… da Petrobras!

Mais precisamente, Cunha teria investido em ADRs de Petro em 10 de janeiro de 2014, a USD 12,73 por ADR.

A compra de 30 mil ADRs resultou num desembolso de aproximadamente US$ 390 mil, incorporados aí os custos transacionais.

Será que foi um bom investimento?

03:22 - Coberto de razão

A rigor, os leitores familiarizados com o mercado de opções notarão que, além da compra tradicional de PBR, Eduardo Cunha fez também uma operação parcial de venda coberta, que lhe rendeu um crédito de US$ 26 mil.

Ele vendeu 500 calls de Petro com strike de US$ 13,00, vencimento em fevereiro de 2014.

Trata-se de uma estratégia usada por investidores mais experientes para gerar renda através de opções.

Não sei de você, mas eu nunca imaginei que o presidente da Câmara fizesse operações de venda coberta com ADRs de Petrobras.

Começo a pensar que Edemir Pinto estava certo: realmente temos potencial para 5 milhões de CPFs cadastrados na Bolsa brasileira.

Especialmente após a fusão com Cetip.

04:26 - Em momento oportuno

Mas fique tranquilo: você que tem dinheiro limpo e regularizado também pode se dar ao direito de enriquecer com ações e opções.

Hoje mesmo, Felipe Miranda está explicando uma oportunidade de auferir retornos tão bons ou melhores do que aqueles apurados por investidores experientes e milionários.

Mesmo em tempos do cólera.

O próprio Felipe já ganhou dinheiro com esta estratégia, mas nunca havia presenciado momento tão oportuno para colocá-la em prática.

O timing parece perfeito, e com dois ativos no ponto certo para a aplicação.

Vale a pena conferir aqui.

Links Recomendados

ALERTA: Oportunidade de ganho de 220%

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Teoria da relatividade alavancada (exclusivo PRO)
.: Que tal um screening de Barganhas? (exclusivo PRO)
.: Onde ninguém olha (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo recomendado