Só falta muito

O que acontecerá nos próximos 30 dias que nos separam do impeachment?

Só falta muito

00:09 - 30 dias eternos

Logo precisamos falar de um novo governo, mas sem queimar etapas.

Afinal, o velho ainda está aí.

O que acontecerá nos próximos 30 dias que nos separam do impeachment?

Rumores vão desde a troca no comando da PF até o uso espúrio de nossas reservas dolarizadas.

Pode piorar antes de melhorar – especialmente quando acabar de vez a esperança de Lula.

01:18 - Pacote vazio

Agarrando-se ao que resta do discurso populista, o Governo Lula quer anunciar, o quanto antes, um novo pacote de estímulos econômicos.

Originalmente, esse pacote apresentaria uma única medida milagrosa: a nomeação de Henrique Meirelles.

Não aconteceu, nem é provável que aconteça.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

O embrulho já foi comprado, mas não há mais o que embrulhar.

Seleção adversa: ninguém em sã consciência vai querer grudar seu nome a um governo falido.

Enquanto isso, antigos fiéis (como Kátia Abreu) se apressam em encontrar uma maneira elegante de pedir licença.

02:25 - O golpe do golpe

Se novos estímulos não podem vir, resta a ameaça marqueteira de que velhos incentivos vão-se embora.

“Não deixe aplicarem o golpe que pretende acabar com seu Bolsa Família” – é o que gritam megafones nos rincões do país.

Quase deu certo nas últimas eleições, a um custo altíssimo.

Ensimesmado no poder manipulador de outrora, o PT subestima a inteligência popular.

Com ou sem escolaridade, o brasileiro mediano aprende com os erros, e percebe que foi feito de trouxa.

Isso explica – dentre outras coisas – por que a inflação nunca fica estavelmente alta. Ou ela sobe ainda mais, ou ela cai.

03:19 - Novo equilíbrio

Depois de dispararem, as expectativas Focus para o IPCA dos próximos 12 meses continuam caindo.

Devagarinho, mas caindo.

m5m-210316-01

Isso se deve, em grande parte, ao câmbio – que volta a flertar com R$ 3,50.

O mesmo Bacen que não poderia segurar a apreciação do dólar também não poderá segurar a apreciação do real.

Swaps cambiais – diretos ou reversos – são meros amortecedores.

04:32 - Outra década

Nos últimos 12 meses terminados em fev/2016, o aumento dos preços de imóveis foi de apenas 0,6%, perdendo feio da inflação.

m5m-210316-02

Marcio Fenelon, nosso especialista imobiliário, já enxerga que os fatores que empurraram os preços na década passada não estarão presentes na próxima.

A princípio, pode parecer brochante, mas essa quebra de paradigma gera enormes oportunidades para os investidores de imóveis.

Se quiser saber mais a respeito, inscreva-se agora nesta lista que dá acesso gratuito a análises especiais produzidas pelo Fenelon.

Links Recomendados

.: O Rali do Impeachment
.: Proprietário x Construtora: é hora de barganhar!
.: Espresso Financista: Mercado monitora impeachment e Lula ministro informal

Conteúdo exclusivo para quem é PRO

.: Cada caso é um caso (exclusivo PRO)
.: Petro também é uma empresa (exclusivo PRO)
.: OPAs ou IPOs? (exclusivo PRO)

Por R$ 12,90 ao mês você tem acesso a todo o conteúdo.

Adquira o conteúdo completo

Conteúdo relacionado