Quando é para dar certo, o mundo todo conspira a favor

Como encontrar as boas empresas?

Quando é para dar certo, o mundo todo conspira a favor

Tudo fica muito mais fácil quando tentamos fazer algo simples. Algo natural.

Funciona nos negócios e funciona na vida cotidiana. E utilizamos o mesmo raciocínio com nossos investimentos.

Como diriam Warren Buffett e Charlie Munger: “Não tentamos ser brilhantes, apenas tentamos ser racionais”.

Guarde essa frase.

Essa máxima deveria pautar TODAS as suas decisões de investimento (e todas as outras também).

O nosso pacto

Como comentei na semana passada, compraremos “ótimas empresas, a preços atrativos” e “as carregaremos por um prazo razoável (alguns bons anos)”.

Para isso precisamos definir apenas duas coisas:

O que são boas empresas?
O que são preços atrativos?

Vamos dar um passo por semana. Vamos devagar porque temos muita pressa.

O que são boas empresas?

É muito simples. Boas empresas são aquelas:

com rentabilidade bem acima da renda fixa;
com lucros consistentes e crescentes.

Boas empresas são aquelas que conseguem apresentar um gráfico de lucros trimestrais como o abaixo:


Lucro líquido de Itaú. Fonte: Empiricus Research.

Trimestre após trimestre, o Itaú reporta lucros crescentes e lucratividade (ROE ou return on equity ou lucros divididos pelo patrimônio) bem maiores que da renda fixa.

A rentabilidade de Itaú (ROE acima de 20 por cento) fica, consistentemente, acima da renda fixa.

Mesmo na pior crise da história da economia brasileira (anos de 2015 e 2016), o Itaú apresentou lucros trimestrais acima de 5 bilhões de reais.

E, em 2017, os lucros já voltaram para a casa dos 6 bilhões de reais por trimestre.

Lembramos que, na semana passada, recomendamos a compra de Itaúsa (ITSA4).

A Itaúsa é “apenas” uma empresa que compra ações do Itaú (ITUB4). Comprando Itaúsa estamos comprando as mesmas ações de Itaú — só que um pouco mais baratas.

Compare e comprove

Você investe em uma empresa? Investe em renda fixa? Investe em um restaurante, bar, indústria, consultório, padaria, lojinha?

Os lucros (retornos) desse negócio são altos e consistentes como são os do Itaú?

(Retorno anual acima de 20 por cento e crescimento médio anual de 15 por cento?)

Se sim, parabéns. Você tem um negócio excepcional em suas mãos.

Mas, infelizmente, a imensa maioria vai balançar a cabeça em negação.

Se você achava que a renda fixa era uma boa, pense novamente…

Tudo conspirando a favor

Em um bom negócio, tudo conspira a favor. O banco Itaú é lucrativo na crise como é lucrativo com a economia saudável.

É lucrativo com juros altos e lucrativo com juros baixos. É lucrativo com dólar subindo ou com o dólar barato. É rentável tanto com competição elevada, como com competição baixa.

É lucrativo no governo FHC, no governo Lula, no governo Dilma. É altamente lucrativo também no governo Temer…

Investir, para mim — e para Buffett e Munger —, é simplesmente comparar as muitas opções de investimento disponíveis.

Sabendo o que são bons negócios, facilita muito descobrir o que são negócios ruins.

E é exatamente isso que eu sugiro que você faça.

Entendendo o que são ótimos negócios, só precisamos saber o quanto vale a pena pagarmos por eles…

Até a próxima semana!

Conteúdo relacionado