Quem está fora quer entrar, quem está dentro quer sair

Regra número 1: não perder dinheiro. Regra número 2: não esquecer da regra número 1.

Quem está fora quer entrar, quem está dentro quer sair

 “Ô balancê, balancê, quero tradar com vocêêêeehh…”

Não, não vamos falar de marchinha de Carnaval. Vamos deixar o tema mais para perto de fevereiro.

Estava aqui pensando com meus botões e notei algo interessante acontecendo no mercado…

Nos últimos dias, venho conversando com pessoas e recebendo diversos e-mails de assinantes, mensagens que dividem os investidores em dois grandes grupos:

-Quem está comprado em ações, ganhou dinheiro e teme por uma queda da Bolsa
-Quem não tem ações e está com receio de perder novas altas

Não é interessante como o medo varia para cada um dos grupos?

O pavor dos primeiros é de quedas. Já o temor dos últimos são as altas.

É impressionante como no capitalismo-selvagem-neoliberal-coxinha de hoje ainda temos espaço para todas as tribos e credos…

 

O MEDO PARA MIM

Eu morro de medo de perder dinheiro. Tenho pânico!

Sim, já fiquei acordado à noite. Já li todos os jornais do dia, cliquei 200 mil vezes no site do Antagonista, procurei por todas as notícias nos telejornais.

E ainda procurava no Twitter, Facebook e nos blogs por algo que poderia ter me escapado… “Vai que alguma coisa acontece e só eu não fico sabendo.”

(Lembram como era o noticiário no início do ano passado?)

Acreditem em mim, é normal.

Aposto que todos os grandes gestores do mundo, bilionários, extremamente bem-sucedidos, geniais, brilhantes também têm medo do mercado.

O segredo — o que separa os ganhadores de dinheiro dos perdedores — está em como se beneficiar desse temor.

Como canalizar o medo de uma forma que lhe permita fazer bons investimentos?

 

PROBABILIDADE DE DAR ERRADO

Recentemente, assistindo ao vídeo de um gestor gringo, ouvi a melhor definição do que muita gente faz no mercado:

“Se você atravessar uma fábrica de dinamites com uma tocha acesa e chegar ao outro lado, valeu a pena?

E muita gente faz exatamente isso quando investe (em ações e em outras coisas).

Claro que, tendo sobrevivido à primeira passagem pela fábrica, o sujeito vai se achar um gênio e tentar passar de novo.

Nem preciso dizer que em algum momento…

KA-BUM!

 

SEU DINHEIRO NÃO DÁ EM ÁRVORE

Se foi difícil ganhar seu dinheiro, tenha respeito a ele. Não coloque seu rico dinheirinho em aventuras.

Se você tratar seu dinheiro com respeito, ele trabalhará arduamente para você.

Se sair por aí seguindo todas as dicas “quentes”, seu dinheiro se tornará seu inimigo.

Principalmente para os iniciantes: comece devagar. Tenha paciência. Entenda o que você está fazendo antes mesmo de fazê-lo.

O mais importante ao investir é não perder. Como diria o velhinho de Omaha:

 

NÃO PERDER É MUITO MELHOR QUE GANHAR

Use seu medo a seu favor. Sabe como Buffett investe?

Quando faz um investimento, ele está preocupado com o quanto ele pode perder naquela ação.

Pensando em quanto você pode ganhar, você pode correr riscos enormes. É muito mais importante não perder.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Seguindo essa simples regra você nunca passará pela fábrica de dinamite.

Pensando assim, você verá o enorme valor de empresas sólidas, lucrativas, em negócios que não passam por mudanças…

E, principalmente, a preços razoáveis.

Conteúdo relacionado