Tudo sobre minha mãe

O que você aprendeu sobre economia e investimentos com seus pais? Que tal mudar a história em sua casa?

Tudo sobre minha mãe

Estamos a quatro dias da segunda data mais importante para o comércio brasileiro, atrás apenas do Natal.

É a época em que ELAS são as protagonistas das propagandas; em que são elaboradas campanhas emocionantes para despertar aquelas lágrimas nos olhos até de quem não acredita na maternidade; em que músicas são compostas com versões especiais dedicadas a ELAS; em que o centro do mundo está naquela figura tão única: MÃE.

Há certa unanimidade com relação à importância da data. Mesmo com o país ainda estando em crise, nada menos que 73 por cento dos brasileiros afirmaram que vão comprar presentes no Dia das Mães, segundo mostrou uma pesquisa do SPC Brasil e da CNDL.

É praticamente pecado esquecer a mãe neste próximo domingo!

Mas fique tranquilo: os comerciais não vão te deixar esquecer. E, pior, vão apelar para aquele conhecido tom emocional e utilizar de todos os clichês possíveis, para deixar a mensagem de que “mãe é tudo igual”.

E é essa a parte que mais me incomoda. Mãe não é tudo igual!

Sem querer ser inconveniente e abalar a emoção gerada pela data, gostaria que você respondesse mentalmente à seguinte questão:

Qual foi o maior ensinamento dado pela sua mãe com relação às suas finanças?

Além de te lembrar de não gastar além da conta e controlar as despesas especialmente com o cartão de crédito, qual foi a grande lição transmitida por sua mãe quando o assunto é dinheiro?

Infelizmente, existe certo tabu em se discutir economia em casa.

 O tema parece chato para grande parte das pessoas e deveras incompreensível a tantas outras.

Com a chatice e a incompreensão, o mundo segue e novas crianças são formadas sem entender um pingo de economia e investimentos. E a dificuldade de dar uma educação financeira se perpetua de geração para geração.

O exemplo poderia vir de casa, eu sei, mas os dados não ajudam, afinal, uma fatia de 58,9 por cento das famílias brasileiras está endividada, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Tal pai, tal filho?

Ponto fora da curva

Considero-me sortuda, e estou absolutamente ciente dos privilégios de minha condição.

Aprendi (e aprendo) muito com o exemplo da minha mãe.

Desde cedo, a via fazendo livro caixa (a mão mesmo) para contabilizar entradas e saídas, num processo que evoluiu mais tarde para uma planilha de excel e que, há alguns anos, foi transformado em um software para finanças pessoais. Minha mãe sabe o custo de absolutamente tudo que já comprou!

Cresci vendo minha mãe levando planejamento financeiro a sério e cobrando minha participação e de meu irmão para contribuir para fecharmos o mês no azul.

Nunca tivemos um momento de lazer sem que minha mãe estivesse com as finanças em dia. Os compromissos financeiros sempre estiveram à frente de qualquer sonho de viagem para a Bahia na adolescência, por maior que fosse minha insistência…

Sempre soube da preocupação dela com uma reserva financeira sólida, praticamente intocável, e de seus esforços para construir uma aposentadoria segura.

A gente não foi excluído de nada. Dos perrengues às comemorações.

E esse empenho teve resultado. Para ela e para nós!

Eu tive a sorte de “cair” na família da Sandra e aprender sobre o valor do dinheiro desde cedo.

Mas sei que faço parte da exceção da exceção brasileira.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

A vocês que não puderam aprender sobre finanças no dia a dia, na escola ou no trabalho, tenho um convite:

Que tal assistir a cinco aulas gratuitas sobre planejamento financeiro, fundos de investimento, produtos bancários, renda fixa e ações?

Desde ontem, nós, da Empiricus, estamos participando da 4ª Semana Nacional de Educação Financeira com curso Brasil Investidor.

Todos os dias estamos ao vivo dando aulas gratuitas e tirando dúvidas sobre esses cinco temas. Amanhã, será a minha vez e falarei sobre produtos bancários.

Para você, para seus amigos e seus pais pode ser uma chance de dar aquele pontapé inicial no mundo dos investimentos.

E pensar se, quando for mãe ou pai, vai poder fazer a diferença na vida financeira do seu filho.

Espero você! A transmissão será ao vivo, às 15h, em nosso canal do Youtube.

Mande suas dúvidas para brasilinvestidor@empiricus.com.br.

Um abraço,
Beatriz

Conteúdo relacionado