As Três Regras da sua Aposentadoria Perfeita

Nessa semana, recebemos aqui no escritório a visita de Mark Ford, sócio americano da Empiricus. Mark é um exemplo canônico do self-made man. Nascido de […]

Compartilhe:
As Três Regras da sua Aposentadoria Perfeita

Nessa semana, recebemos aqui no escritório a visita de Mark Ford, sócio americano da Empiricus.

Mark é um exemplo canônico do self-made man.

Nascido de uma família classe média de imigrantes irlandeses, ele começou a trabalhar aos 11 anos e hoje, aos 68 anos, acumula um patrimônio que se aproxima de um bilhão de dólares.

Gosto de aproveitar as raras oportunidades de conversar com um empresário que começou do nada, conquistou muitas coisas e, mesmo assim, mantém-se humilde e com os dois pés fincados no chão.

Durante um jantar na terça, estivemos discutindo sobre os traços determinantes do enriquecimento, que – creio eu – são válidos tanto para um indivíduo quanto para uma nação.

Leitura recomendada

Nosso editor André Franco encontrou, em Nova York, uma única criptomoeda com potencial para multiplicar seu dinheiro em 93 vezes . E, se você está preocupado com a queda do mercado de cripto, saiba que essa valorização astronômica tem TUDO A VER com a recente queda do Bitcoin. Acesse aqui e entenda tudo sobre essa oportunidade de multiplicação, que estamos chamando aqui na Empiricus de A CHANCE DO SÉCULO.

Provoquei o Mark com a seguinte pergunta:

Se tivéssemos que escolher três – e apenas três – características marcantes das pessoas que alcançam uma aposentadoria dos sonhos, quais seriam essas qualidades?

Ele gostou do desafio e confessou, inclusive, que já vinha pensando nisso há algum tempo.

Por isso, respondeu de pronto os três fatores que considera mais relevantes, e até mesmo indispensáveis:

1) Educação.
Aqui, Mark se refere tanto à educação familiar (bom caráter, bons costumes) quanto à educação acadêmica, que proporciona algumas ferramentas básicas para iniciar nossas jornadas profissionais.

2) Dedicação ao trabalho.
Tão simples quanto acordar cedo, sentar a bunda na cadeira e trabalhar, com disposição e com tesão. Pessoas que se destacam no trabalho costumam ganhar salários maiores e bônus maiores, que então se traduzem em aportes significativos na hora de investir.

3) Propensão a economizar.
O bom & velho “gastar menos do que ganha” deve estar fundamentalmente conectado a remunerações crescentes ao longo do ciclo de vida, pois há produtos e serviços suficientemente luxuosos no mundo para que sempre possamos ambicionar mais e gastar mais.

Tipicamente, Mark trabalha com uma proporção máxima de gasto sobre ganho de 90%. Ou seja, para cada 10 reais recebidos, gastam-se no máximo nove reais.

Mark também propõe um plano pessoal de escalada econômica no qual, a cada cinco anos, devemos melhorar essas proporção em cinco pontos percentuais.

Se hoje gastamos 90% do que ganhamos, até o final de 2023 miramos gastar, no máximo, 85% do que ganhamos, e assim por diante, aproximando-se passo a passo de uma proporção considerada idealíssima, de 50%.

Pela experiência de Mark e dos milhares de investidores que ele já conheceu na vida, dispondo de um desses três fatores, um indivíduo consegue viver uma vida difícil, mas sobrevive.

Dispondo de quaisquer dois dos fatores, o indivíduo consegue viver uma vida normal e se aposentar.

E, com os três fatores funcionando, você se torna um autêntico milionário.

Essas referências simples de vida financeira lhe parecem coerentes?

Um projeto de aposentadoria está entrando nos seus planos?

Em caso afirmativo, convido-lhe a acompanhar meu curso gratuito sobre como construir riqueza de maneira permanente.

Os vídeos já estão disponíveis, prontos para detalhar os conceitos apresentados aqui pelo Mark Ford.

Para assistir à série de vídeos a partir de agora, basta acessar o curso por meio do link a seguir: