De onde você acha que vem sua renda?

A Amazon, gigante idolatrada de hoje, antes era vista como irresponsável e megalomaníaca. Seu fundador Jeff Bezos, com um ego do tamanho do mundo, estaria […]

Compartilhe:
De onde você acha que vem sua renda?

A Amazon, gigante idolatrada de hoje, antes era vista como irresponsável e megalomaníaca.

Seu fundador Jeff Bezos, com um ego do tamanho do mundo, estaria levando a empresa à bancarrota.

Pois, até 2003, a Amazon só pensava em crescer, crescer, crescer.

E nunca pensava em lucrar…

Talvez a Amazon de quinze anos atrás seja a Tesla de hoje.

Elon Musk (o fundador da Tesla) e Jeff Bezos de fato têm algumas características marcantes em comum.

Ambos gostam de colocar foguetes em órbita nas horas vagas e ambos têm dificuldade de socializar com Wall Street.

Em um memorando enviado recentemente a todos os colaboradores da Tesla, Musk explicou a decisão de demitir 9% da força de trabalho da empresa.

“Precisamos demonstrar que podemos ser sustentavelmente lucrativos”.

Segundo Musk, isso não tem a ver apenas com os lucros em si. Mas tem a ver, principalmente, com o que lucros representam como condicionantes aos olhares externos.

Lucros são excelentes sinalizadores de saúde financeira. Talvez, os melhores sinalizadores de todos.

Pelos critérios do mercado, se você primeiro lucra e depois também briga pela popularização de energias renováveis, tudo bem.

Já se você busca a paz mundial e roda uma fábrica de prejuízos, nada feito.

Depois de muita teimosia, Musk entendeu isso. Tanto é que ele mesmo disse em seu memorando: “Essa é uma crítica válida e justa sobre o histórico recente da Tesla”.

Por que estou contando esse episódio numa newsletter que abordará estratégias para viver de renda?

Toda e qualquer geração de renda que entrar no seu bolso virá, em maior ou menor instância, de uma fonte sustentável de lucros.

Ao investir em uma ação que paga grandes dividendos, você não está demandando apenas os dividendos em si, mas sim uma sinalização firme de que aquela empresa é saudável, feita para o longo prazo.

Alguém que é motivado por energias renováveis precisa ficar vivo em longo prazo. E, para ficar vivo em longo prazo, precisa lucrar desde já. Esse é o desafio de Musk agora.

Nosso desafio, enquanto investidores de renda, não pode ser menor do que esse.

Uma empresa paga dividendos porque é próspera, e é também próspera porque paga dividendos. It’s all about it.

Esqueça múltiplos, esqueça turnarounds. Não há nenhum indicativo melhor para o stock picking do que a capacidade de lucrar e distribuir dividendos.

Promessas de lucros futuros me deixam curioso, mas não me satisfazem.

Eu quero é saber de lucro agora.

Lucro bom é lucro no bolso.