Desculpe, mas eu acho errado este tipo de voto

Talvez você acorde todo dia obcecado por fazer a coisa certa e não fazer a coisa errada. Parabéns, é sim um interesse louvável. Mas não […]

Compartilhe:
Desculpe, mas eu acho errado este tipo de voto

Talvez você acorde todo dia obcecado por fazer a coisa certa e não fazer a coisa errada.

Parabéns, é sim um interesse louvável.

Mas não é o dilema que realmente importa ao nosso dia a dia, em termos práticos.

Se você completou mais de dois anos de idade e não faz parte da velha política, distinguir entre o certo e o errado não é um grande desafio para você.

Tratar o coleguinha com respeito é certo.

Atravessar o semáforo no vermelho é errado.

O bicho pega mesmo é quando as coisas se misturam numa zona cinzenta.

Nesses casos nebulosos, que são maioria, lembre-se da seguinte heurística:

“Na dúvida, é sempre melhor fazer a coisa certa da forma errada do que fazer a coisa errada da forma certa”.

Aos raros investidores filósofos que acompanham esta newsletter (filósofos também gostam de viver de renda), a heurística acima sintetiza a primazia da ética sobre a técnica.

Parece meio óbvio, mas nas profissões em que a técnica é usada como instrumento de poder, sempre corremos o risco de inverter essa relação, deixando a ética em último lugar.

Os financistas, por exemplo, adoram deixar a ética em último lugar, vangloriando-se de seus modelos ininteligíveis (e ineficientes) de risco e precificação.

Mas vamos voltar àquela heurística uma vez mais.

Não é só pela primazia ética que eu gosto dela.

Gosto também porque ela nos torna muito mais aptos a enriquecer em longo prazo.

No tocante a investimentos, se fizermos a coisa certa sistematicamente – muitas vezes da forma errada e poucas vezes da forma certa – acabaremos ficando tremendamente ricos.

Já se fizermos a coisa errada da forma certa, podemos até lucrar numa tacada de sorte, mas, sistematicamente, estaremos navegando rumo à falência completa.

Por conta disso, aprendi a julgar primeiro os argumentos de um ativo, e só depois seus resultados.

Se a ética passou no teste, a estratégia era boa, mas foi executado da maneira errada, pode haver aí uma enorme oportunidade de comprar barato algo que tem honra.

Nenhum investimento é melhor do que comprar barato algo que tem honra; muito melhor do que comprar barato algo que tende a ficar caro.

Se você, no fim das contas, gosta de renda caindo na conta, mas faz também questão de carregar um investimento honrado, acho que está no lugar certo.

HOJE ACORDEI QUERENDO INVESTIR NA COISA CERTA