Esta ação pode dobrar de valor em 3 anos

Àqueles que me perguntam com uma curiosidade sincera, eu respondo que acordo cedo. Eu gosto de acordar cedo. Nunca foi um fardo para mim, nunca representou nada parecido com um sacrifício. Quando criança, acordava cedo naturalmente para ir à escola, e acho que acabei me acostumando com a ideia.
img

Àqueles que me perguntam com uma curiosidade sincera, eu respondo que acordo cedo. Eu gosto de acordar cedo. Nunca foi um fardo para mim, nunca representou nada parecido com um sacrifício. Quando criança, acordava cedo naturalmente para ir à escola, e acho que acabei me acostumando com a ideia.

Não vejo nenhuma vantagem especial em acordar cedo, e jamais participaria de uma live às cinco da manhã para exibir minha autodisciplina. Acordar cedo é simplesmente algo que funciona para mim. Tenho amigos brilhantes que não conseguem resolver uma equação de primeiro grau antes das dez da manhã. Cada um deve respeitar seu próprio ciclo circadiano.

Eu tento preservar a maior parte da manhã para mim mesmo, inclusive quando estou trabalhando. É quando passo por uma carga de leituras significativa, em relativo silêncio. É quando prefiro escrever também. Dependo de concentração e, em alguma medida, de tempo sobrando para ler e escrever em paz.

A partir das dez da manhã, me sinto pronto para fazer reuniões. Em compensação, quando vou chegando perto das cinco da tarde, meu cérebro converge assintoticamente para a inutilidade.

Se algo importante surge ao fim da tarde, geralmente eu opto por reservar para a próxima manhã, ainda que pareça urgentíssimo.

Eu sei que se eu tiver minhas seis a oito horas de sono, poderei dar atenção ao problema amanhã da forma como ele merece.

Sob a ótica consensual do mundo corporativo, esse retrato me faz parecer um vagabundo. Ok, é um preço modesto a se pagar para viver uma vida honesta comigo mesmo.

Enquanto eu vejo C-Levels por aí se orgulhando de trabalhar quatorze horas por dia, fico me perguntando: será que eles estão honrando suas remunerações fabulosas?

Na minha forma de entender as coisas, um executivo em cargo de alta responsabilidade deve ser pago para cumprir o seguinte papel: tomar um pequeno número de decisões cuidadosamente pensadas. Você não é pago para tomar mil decisões por dia.

Warren Buffett diz ficar felicíssimo quando termina o ano com três decisões acertadas, e eu acredito nele. Não acho que ele estaria mais rico se tentasse tomar mais decisões.

Neste 2020, tomamos algumas poucas decisões na Empiricus que devem se provar acertadas a partir de 2023 (espero que sim!).

Tem sido um ano bom ou um ano ruim para os negócios?

A julgar pela pandemia, é claro que não foi um bom período para ninguém. Mas, a julgar pela construção do próximos ciclo, entendo como uma janela excepcional na história da empresa.

Assim como a manhã de cada dia começa na noite da véspera, estamos aqui trabalhando duro pelas metas de 2023.