Conteúdo publicitário
Conteúdo publicitário

FIRE#6: Meia dúzia de respostas sobre a Estratégia 🄵🄸🅁🄴

Olá, candidato ao FIRE! Mais uma vez, estamos juntos em um domingo para aprender sobre como agilizar nossa aposentadoria. Nos últimos dias, tenho escutado mais do […]

FIRE#6: Meia dúzia de respostas sobre a Estratégia 🄵🄸🅁🄴

Olá, candidato ao FIRE!

Mais uma vez, estamos juntos em um domingo para aprender sobre como agilizar nossa aposentadoria.

Nos últimos dias, tenho escutado mais do que falado; sei que isso é importante em todas as boas conversas.

Esvaziei parte da minha agenda para ouvir melhor o seu lado.

Pensei detidamente sobre aquilo que você me disse.

Que ótimo, pois confesso que andava enjoado de mim mesmo.

Eu convivo comigo 100% do tempo, conheço bem as minhas próprias demandas.

Mas se eu não for capaz de entender as SUAS curiosidades e interesses, como poderei lhe sugerir uma estratégia eficaz de independência financeira?

Isso aqui é sobre você, e não sobre mim.

Passei a semana meio isolado na Empiricus, estudando cuidadosamente as dezenas de dúvidas que encheram a caixa de e-mails do fire@empiricus.com.br.

Selecionei meia dúzia dessas dúvidas para responder nesta newsletter, pois entendo que as respostas interessam bastante a todos nós.

Vamos lá?

PS1. Atendendo aos pedidos daqueles que se animaram com as primeiras lições, disponibilizo aqui os Capítulos 4 a 6 do livro sobre Construção de Riqueza introduzido no domingo passado.

PS2. Caso sua dúvida não esteja contemplada dentre as seis que eu escolhi, fique à vontade para me enviá-la. Nossa conversa continua em longo prazo.

Oi Helen,

Eu bem sei que nunca é fácil separar uma quantia relevante a cada mês. Os gastos e eventuais dívidas comem rapidamente o prato principal e deixam as migalhas para os nossos investimentos.

Deveria ser o contrário, e pode ser, desde que passemos a adotar a atitude correta.

A boa notícia é que, ao aderir a um programa planejado de investimentos como o FIRE, seu incentivo para economizar aumentará radicalmente, pois seu dinheiro assumirá um propósito tangível (não estará jogado ao vento).

Com mil reais por mês, faz mais sentido diversificar com um tipo de aplicação de cada vez, seguindo uma hierarquia pré-definida, do que dividir em pequenas partes.

Olá Igor,

Nosso gerenciamento da estratégia FIRE foi originalmente concebido para ir do zero à independência financeira.

Ou seja, não exigimos nada no sentido de se desfazer de outros investimentos iniciais.

É claro que você está livre para se desfazer se quiser. Mas, se possível, comece este novo projeto do zero, como se fosse uma gaveta especial da sua escrivaninha.

Mais para frente, compartilharemos alguns princípios de nossa filosofia de investimentos, e um deles fala justamente da necessidade de mexer o mínimo possível em aplicações já feitas.

A indústria financeira e nossa própria ansiedade nos empurram no sentido de querer mexer sempre, mas enriquecemos melhor preservando a paciência e a fidelidade.

Oi Calili, e obrigado por acompanhar nossos textos. Infelizmente, são raros os investidores brasileiros com genuíno interesse pela leitura.

Ao abordarmos a metodologia FIRE, estamos abraçando um projeto de investimentos em longo prazo.

Sabemos – inclusive, matematicamente – que só é possível executar um salto exponencial de patrimônio com vários anos consecutivos de dedicação financeira.

Dado esse horizonte amplo, não faz muita diferença material se você começar agora ou em janeiro, desde que você continue firme a partir do início.

No entanto, devo alertá-lo sobre uma diferença psicológica. Tendemos sempre a adiar projetos de longo prazo, cedendo à ilusão de que “amanhã, tudo parece mais fácil”.

É assim que a maioria das pessoas vai deixando a aposentadoria para depois, até que não dê mais tempo.

É a velha estória de lavar o copo assim que se usa, em vez de empilhar uma tonelada de louça suja.

Oi Denis,

Vou ser sincero com você desde já, pois o FIRE não é um projeto que promete ilusões de rentabilidade.

Sou um sujeito bem pé no chão, principalmente quando se trata de dinheiro.

Simplesmente não há como falar de um retorno esperado de X%, seja qual for o valor de X. Economia e Finanças não são ciências exatas, nem passíveis de previsão.

Mas podemos falar honestamente de referências mínimas, factíveis para alcançar nossa independência financeira em dez anos.

Buscaremos sempre uma rentabilidade que implique um prêmio considerável em relação à inflação futura (maior que o das NTN-Bs) e, obviamente, em relação à taxa básica de juros.

E, mais importante, agiremos de forma a evitar anos ruins e maximizar anos bons.

Logo mais, apresentarei os resultados concretos das recomendações que eu venho indicando, desde 2016, a adeptos do FIRE; são bastante animadoras.

Mas nunca farei isso como uma promessa.

Você já deve ter ouvido que retornos passados não garantem retornos futuros, e também que a arrogância é um convite à falência financeira.

Olá Randolph, quase meu xará.

Compreendo seu momento no ciclo de vida e sua meta legítima de focar 100% em renda a partir de agora.

A estratégia FIRE é segmentada em três objetivos complementares, de forma a respeitar o perfil de risco e a faixa etária de cada tipo de investidor.

Esses objetivos são Construção Patrimonial (CP), Geração de Renda (GR) e Proteção Patrimonial (PP).

Em tese, portanto, sua vontade expressa seria mais compatível com o objetivo GR.

Contudo, mesmo nossa abordagem de Geração de Renda não deve ser tratada de forma isolada e não visa meros recebimentos passivos.

Trabalhamos de forma que a renda de ontem seja reinvestida hoje, com o propósito de gerar ainda mais renda amanhã.

É o que chamamos de “Efeito Bola de Neve”.

Se você deseja uma fonte de renda constante e imediata, preciso dizer que o FIRE não é a estratégia mais adequada para o seu caso.

Oi Eberte,

Conforme expliquei ao Randolph, o caminho para uma aposentadoria precoce não se pauta estritamente em geração de renda, e muito menos em geração constante de renda.

Para atingir o saldo compatível com nossa independência financeira, precisaremos combinar ativos que (i) multiplicam o capital investido, (ii) distribuem rendimentos crescentes e (iii) protegem aquilo que já acumulamos.

Inspirado na sua pergunta, quero que essa triangulação fique ainda mais clara.

Decidi apresentar, no domingo que vem, um exemplo prático de indicação que eu já dei para cada caso.

Então, em nossa próxima newsletter sobre o FIRE, vamos conhecer uma história de ativo CP, uma história de ativo GR e uma história de ativo PP.

Até lá!

 



Você está perdendo uma chance de ganhar dinheiro

Quer saber, em primeira mão, quais são as melhores oportunidades de investimento do momento? Libere aqui para receber as nossas notificações e não perca nenhuma chance.