Viva de Renda

O aniversário de uma empresa de ideias

A Empiricus completou 12 anos. Mais uma vez, comemoramos o aniversário de uma maneira especial, compartilhando informações e muito conhecimento durante a semana do Investidor 3.0. 

Compartilhar artigo
Data de publicação
14 de novembro de 2021
Categoria
Viva de Renda

Empiricus completou 12 anos. Mais uma vez, comemoramos o aniversário de uma maneira especial, compartilhando informações e muito conhecimento durante a semana do Investidor 3.0

Foi uma agenda recheada de entrevistas e debates – todos online e gratuitos -, com grandes nomes nacionais e internacionais do mercado financeiro.  

Ficamos felizes ao proporcionar oportunidades como essa. Afinal, nosso propósito é ajudar os brasileiros a investirem melhor. 

Falando aqui com humildade, contribuímos com a educação financeira. No nosso dia a dia, buscamos esclarecer e orientar os investidores iniciantes ou aqueles que se sentem perdidos diante de tantas alternativas de investimentos.   

Mas, o que aconteceu na semana Investidor 3.0?

Realmente, rolou muita coisa e vale eu falar um pouco sobre alguns destaques. 

O comportamento e as emoções dos investidores em jogo

Eu entrevistei Terrance Odean, professor de Berkeley e especialista em finanças comportamentais. Ele me disse que os investidores de varejo tendem a ser muito influenciados pela mídia e pelas redes sociais para montar suas carteiras. 

Quando uma ação tem grande cobertura de jornais ou vira tópico em redes sociais, costumam ocorrer duas situações: um aumento anormal do número de negociações do papel – geralmente, ordens de compra, além de alterações extremas de preços. Até mesmo o elevado volume de buscas de uma ação no Google pode impactar suas cotações no curto prazo. 

A atenção midiática dada a determinados papéis, em muitos casos, chega a importar mais do que as crenças e preferências das pessoas. Por isso, é essencial que os investidores tenham foco e senso crítico para tomarem melhores decisões.

Também nessa área de finanças comportamentais, tivemos uma entrevista bem legal da nossa analista Larissa Quaresma com Morgan Housel, autor do livro “A psicologia financeira: lições atemporais sobre fortuna, ganância e felicidade”, que aliás está disponível na Empiricus Books, nosso clube do livro. 

Para ele, o sucesso com os investimentos depende da capacidade das pessoas de controlarem a ganância e o medo, além terem visão de longo prazo. 

Inclusive, Housel comentou que, em momentos de crises e incertezas, dominar o medo e ter paciência são características mais importantes do que ter conhecimento sobre os mercados. 

Esse é o caminho para evitar atitudes intempestivas e perdas desnecessárias com a venda de determinados ativos, com bons fundamentos, na baixa.

Um alerta sobre as techs

Eu também participei de um bate-papo com o Stephen Schwarzman, CEO da Blackstone, que avalia que as ações de tecnologia e startups do segmento concentram riscos de bolhas. 

Ele me explicou que, quando as pessoas começam a discutir valuations em termos de múltiplos de receitas – e não de lucros, geralmente é um alerta de que alguns desses ativos estão atingindo o pico. 

Então, existem ações de techs com preços muitos esticados, sem perspectiva de serem rentáveis, suscetíveis a fortes correções. Logicamente, isso não quer dizer que algumas empresas do setor não vão crescer, porém, os investidores devem ficar muito atentos.

E como não poderia faltar, o CEO da Blackstone comentou sobre o seu livro “What it takes”, lançado no Brasil com o título “Como chegar lá – lições na busca pela excelência”, que também faz parte da coleção da Empiricus Books e traz dicas para quem quer ter sucesso na condução dos negócios ou na profissão. 

Economia e política de mãos dadas

Na nossa comemoração de aniversário, o Felipe também organizou um debate super interessante sobre macro e política com o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan, o ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco e o ex-ministro do Trabalho e ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda Edward Amadeo. 

Os três economistas que atuaram nos primeiros anos do Plano Real defenderam a terceira via nas eleições presidenciais de 2022, apesar de reconhecerem que existem desafios para viabilizá-la com um nome que seja forte. 

No entanto, Malan ponderou que ainda é cedo e que muita água pode rolar até as convenções partidárias em junho do ano que vem.  

O horizonte segue nebuloso. Como eles disseram, a combinação de incertezas políticas e fiscais tem dificultado projeções sobre o desempenho da economia adiante. 

Os três manifestaram preocupação com o furo do teto de gastos do governo. E Gustavo Franco ressaltou a necessidade de uma reforma no orçamento – é preciso alterar a lei dos anos 60, muito defasada.

Franco comentou que, como o legislativo tem buscado maior participação no processo orçamentário – um movimento legítimo -, mudanças têm sido feitas, porém, de uma forma torta, por meio de emendas, com potenciais problemas de disrupção institucional. 

Assim, na visão dele, é preciso discutir a modernização do orçamento como centro econômico de uma democracia. Essa é a base fundamental para uma política fiscal sustentável. 

Enfim, esse foi um resumão, o evento Investidor 3.0 teve muito conteúdo relevante. 

Então, deixo aqui o convite para você assistir aos vídeos no nosso canal do YouTube. Vale a pena conferir todos os detalhes. 

Abraço!