Procurando um certo tipo de bituca

Eu uma primeira fase do value investing, Benjamin Graham e David Dodd incitaram o desafio de comprar barato um balanço patrimonial, independente de sua qualidade […]

Compartilhe:
Procurando um certo tipo de bituca

Eu uma primeira fase do value investing, Benjamin Graham e David Dodd incitaram o desafio de comprar barato um balanço patrimonial, independente de sua qualidade intrínseca.

Ambos ganharam muito dinheiro com isso.

A lição era de que, no limite, comprar um balanço lixo por quase zero também poderia valer a pena – principalmente se a oportunidade fosse ignorada pela maioria.

Mais tarde, essa tática ficaria conhecida como “Cigar-Butt Investing” – graças à brilhante metáfora sobre o aproveitamento de bitucas de cigarro.

Na carta aos acionistas da Berkshire de 1989, Warren Buffett escreveu:

Se você compra uma ação a um preço suficientemente baixo, com frequência, haverá um “soluço” na sorte dos negócios que lhe dará a chance de ter um lucro decente, apesar da possibilidade de que a performance a longo prazo seja terrível. Eu chamo essa abordagem de investimento de “bituca de cigarro”. Uma bituca de cigarro que você encontra na rua e que possibilita apenas mais uma tragada pode não representar uma boa fumada, mas a barganha fará com que a tragada em si seja lucrativa.

Aliás, você encontra uma versão em português dessa carta histórica dentro da área logada da Empiricus. Para criar seu login e ler mais da carta, basta fazer o cadastro gratuito por meio deste caminho.

Até hoje, Buffett reconhece grande valor na tática do cigar-butt, e respeita enormemente o legado deixado por Graham & Dodd.

No entanto, ele viria a romper com as bitucas de cigarro ao longo de sua carreira.

Para ir do zero aos milhões de dólares, o Cigar-Butt funcionou perfeitamente.

Mas, para partir dos milhões até os 84 bilhões de dólares atuais, Buffet teve que fundar outro critério de seleção de valor: o “Wonderfair Investing”.

Nas palavras dele, escritas na mesma carta:

É muito melhor comprar uma empresa maravilhosa a um preço razoável do que uma empresa razoável a um preço maravilhoso.

Em vez de pagar relativamente barato por ativos, passivos ou patrimônios, a Berkshire passou a prospectar um preço justo por marcas fortes, construídas por negócios difíceis de se replicar no longo prazo: Coca-Cola, Apple, American Express, Wells Fargo – só para citar alguns exemplos.

Naquilo que mais interessa aos leitores deste Viva de Renda, a estratégia de Wonderfair Investing acaba gerando, por tabela, excelentes indicações para a geração de renda.

Empresas com marcas fortes e modelos de negócio testados pelo tempo costumam ser também formidáveis geradoras de caixa para os nossos bolsos.

Se você quer saber mais sobre como identificar essas empresas (maravilhosas a um preço razoável), experimente agora mesmo nossa série de Vacas Leiteiras.

Elas não fumam, não bebem e produzem leite da melhor marca.