Qual é o tamanho do seu umbigo investidor?

É perfeitamente possível transformar 16 mil em um milhão rapidamente. Tão possível quanto o caminho contrário, de quem transforma um milhão em 16 mil.

É perfeitamente possível transformar 16 mil em um milhão rapidamente.

Tão possível quanto o caminho contrário, de quem transforma um milhão em 16 mil.

E pouco disso tem a ver com investimentos.

Tem a ver, principalmente, com as pessoas, os hábitos e as pressões sociais que circundam o nosso cotidiano, a bolha escolhida por cada um.

O indivíduo que ganha 16 mil reais por mês se encaixa em uma parcela socioeconômica bastante privilegiada da população brasileira, dos 1 por cento mais ricos.

Ele é forte candidato a morar em um lugar legal, gastar com restaurantes e viagens e, ainda assim, sobra uma boa grana para montar uma carteira completa de investimentos.

Não há grandes dúvidas de que, em termos absolutos, 16 mil reais por mês representam uma bela renda, por sua vez conversível em qualidade de vida.

No entanto, o que (sempre) importa em economia são os termos relativos, e não os absolutos.

Grosso modo, há duas alegorias de indivíduos que ganham 16 mil reais por mês: aqueles que convivem com amigos de 8 mil reais por mês e aqueles que circulam em rodinhas de 32 mil reais por mês.

O primeiro grupo - 16 com 8 - é feliz em seus anseios consumistas e hedonistas, e ainda encontra amplo espaço para comprar regularmente títulos públicos, fundos imobiliários e ações.

Já o segundo grupo - 16 com 32 - nunca está realmente feliz, pois, apesar de ganhar bem, luta até o fim do mês para arcar com produtos e serviços acima do padrão. Aqui encontramos oxímoros categóricos, tal como o dos ricos endividados ou dos pobres milionários.

A partir de uma mesma fonte de renda generosa, duas estradas se distanciam exponencialmente quando encaram a bifurcação dos gastos discricionários.

Definitivamente, não se trata de penitência ou frugalismo. Como falar de sacrifícios dolorosos para alguém que ganha 16 mil, consome 11 mil e investe 5 mil todo mês?

Como regra de bolso, se você ganha 4 mil, 8 mil ou 16 mil reais por mês e não encontra espaço algum para investir, o grande culpado pode estar mais perto do que parece.

Inscreva-se em nossa newsletter