Viva de Renda

VALE3 está menos ou mais atrativa?

“Há poucos dias, os preços das commodities tinham perdido parte da força, o que acabou respingando […]”.

Compartilhar artigo
Data de publicação
2 de maio de 2022
Categoria
Viva de Renda

Há poucos dias, os preços das commodities tinham perdido parte da força, o que acabou respingando em Vale (VALE3). 

Porém, diante dos bons fundamentos e do potencial da empresa, posso dizer que manter o foco é uma virtude.

Aliás, as ações da companhia já se recuperam desse sell-off recente. O cenário até mudou por conta do plano de investimento em infraestrutura na China, anunciado pelo presidente Xi Jinping como uma forma de estimular a economia. Ou seja, a demanda por minério de ferro tende a aumentar, refletindo positivamente nas cotações.

Mas em uma análise micro, a Vale vem ampliando a sua competitividade. A companhia teve êxito no corte de custos e está em transição na forma de produzir minério para o método a seco, que além de ser mais eficiente, dispensa o uso de água e de barragens a montante, mitigando riscos.

O salto de qualidade é inegável. O teor de ferro no minério da gigante brasileira está em 63,6%, contra a média de 52% do segmento. Lê-se aqui um prêmio em relação à cotação média no mercado global.

É verdade que o resultado da Vale no 1T22 não veio um espetáculo, pois nesse período a companhia teve que fazer paradas temporárias em suas operações em função das chuvas, no entanto, tivemos uma notícia interessante: o novo plano de recompra de ações.

Isso reforça a leitura de que a companhia está barata na Bolsa. Hoje, as ações estão sendo negociadas a apenas três vezes o seu valor de firma sobre Ebitda (EV/Ebitda).

Ainda que pesem incertezas no ambiente externo, com esse valuation, a Vale se mostra extremamente atrativa, especialmente em uma perspectiva alongada.

Por isso, suas ações continuam recomendadas em diversas séries aqui da Empiricus. VALE3 é interessante em estratégias de investimento diversificadas.

Quer saber mais?

Eu vou deixar aqui uma publicação especial para você que foi preparada por Fernando Ferrer, analista da casa, sobre o balanço da Vale no 1T22, as transformações que estão em curso na companhia e os motivos que podem fazer sua ação decolar na Bolsa.

ACESSE AQUI O RELATÓRIO ESPECIAL SOBRE VALE
Um abraço,