Agosto de 2017

Como o Copom mexe com o seu bolso?

Esta enorme Selic ordena que você tire o dinheiro da poupança

A imagem abaixo, retirada do site do Banco Central brasileiro, mostra o calendário de reuniões do Copom ao longo de 2015.

copom-img01

Em média, a cada 45 dias o Comitê de Política Monetária atualiza nossa taxa básica de juros, num dos eventos mais relevantes para a economia nacional.

Ultimamente, atualizar a taxa de juros significa elevar sistematicamente a Selic, para níveis recordes que gostaríamos de ter deixado para trás. Os quase 13% a.a. atuais comparam-se ao pico de 2011. Teríamos dado passos na direção errada?

copom-img02

Se for esse mesmo o caso de andarmos para trás, as consequências podem ser ainda mais impactantes. Pois o teto de Selic aos 13% com o qual convivemos nos últimos anos seria violado rumo a um histórico de 15%, 20% ou mesmo 25% ao ano.

copom-img03

Mas nem precisamos imaginar tanto; basta nos atermos ao presente. Há formas óbvias de perder com esses juros crescentes, e há formas óbvias de ganhar muito dinheiro.

Se seu dinheiro está aplicado na poupança neste momento, você é um grande perdedor. Fixada por decreto, a remuneração da caderneta limita-se a 0,66% ao mês.

Um retorno modesto como esse não só perde de lavada da Selic, mas também fica atrás da própria inflação, que extermina seu poder de compra.

Você investe na poupança, vê seu saldo crescer e acha que está ganhando um extra a cada mês. Na verdade, porém, está sendo humilhado pela inflação, e deixando de ganhar com a engorda dos títulos públicos.

Em vez de lamentar, agradeça o fato de que existem outros instrumentos de renda fixa capazes de remunerá-lo de forma bastante generosa.

Como as taxas de juro no Brasil são gigantescas (dentre as maiores do mundo), ocorre aqui o que chamamos de “efeito-renda” do Copom. Sempre que o Comitê aumenta a Selic, os detentores de títulos pós-fixados veem sua remuneração crescer proporcionalmente.

Nesse contexto, o investidor inteligente deve carregar uma larga posição em LFTs (Letras Financeiras do Tesouro) de curto prazo, ou em fundos de renda fixa referenciados no DI, disponíveis em qualquer banco, sob liquidez diária.

Com tal posição, você há de comemorar quando o Copom renovar os tetos da Selic em 29 de abril ou 3 de junho.

E adiante? Até quando seguiremos com essa escalada da taxa básica de juros?

De fato, nem mesmo o Banco Central consegue responder a essa pergunta de maneira segura, pois os próximos passos da política monetária brasileira dependem fortemente da conjuntura externa.

Felizmente, podemos respondê-la por meio de um atalho lógico, cobrindo todas as possibilidades.

Se a conjuntura externa piorar, a Selic continua subindo e você fatura mais com sua posição em aplicações pós-fixadas.

Por outro lado, se o cenário internacional melhorar, nossos problemas internos são suficientemente graves para sustentar os juros em patamares elevados ainda por um bom tempo (ao menos nos próximos 18 meses).

Portanto, você estará em situação vantajosa sob ambas as condições.

Existe ainda um lucro extra associado ao investimento em LFTs e fundos DI. Sua renda e seu patrimônio ganharão tamanho enquanto outros ativos cíclicos perderão valor de mercado.

Percebe o que acontece? É o famoso “jogo de seis tentos”. Do ponto de vista relativo, sua posição subirá em dobro na tabela.

Lá na frente, no auge de uma eventual crise, você poderá utilizar sua reserva de recursos depositados em renda fixa para comprar ações e imóveis sob preços absurdamente atrativos.

E agradecerá ao Senhor Copom por essa ajudinha.

Até a próxima,
Rodolfo Amstalden

Não tem tempo para ler agora?

Envie o conteúdo Como o Copom mexe com o seu bolso? para seu e-mail e leia mais tarde.

*Importante: O endereço de e-mail informado deve ser válido para que você possa receber o artigo em sua caixa de e-mail, bem como nossos conteúdos gratuitos sobre investimentos.
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']