Dezembro de 2017

Fundos de investimento

Compartilhe:

A BUSCA POR FUNDOS BONS E BARATOS: CHEGA DE COMPRAR ÁGUA A PREÇO DE CAIPIRINHA

 

Um dos restaurantes mais aclamados do Rio é o Aprazível. A comida é boa e a vista é incrível. A única reclamação recorrente em meio aos elogios é o custo de R$ 9 por uma garrafa de 300 ml de água… Como uma bela refeição lá não sai por menos de R$ 300, por que então a indignação sobre os R$ 9 pela água? Certamente não passa de 10% da conta.

Bem, eu e você até aceitamos pagar pela paisagem – ela é realmente única – e também pelos pratos, pois eles não são facilmente replicáveis. A água, porém, é tão inodora, insípida e incolor quanto a que sai da torneira das nossas casas…

Fazendo um paralelo com o mercado de capitais, posso dizer que pagar caro pela gestão de um fundo de investimento é como comprar água a preço de caipirinha. Assim, ver um gestor cobrar caro por um fundo DI deveria despertar tanta indignação quanto encarar um preço aviltante de água ao fim de uma aprazível refeição.

Por isso, fiz um estudo robusto sobre a indústria de fundos, onde constatei que, neste exato momento, grandes bancos estão subtraindo R$ 2,8 bilhões do bolso do investidor brasileiro por meio da cobrança de altas taxas de administração de fundos de investimento.

Isso mesmo, são quase 3 BILHÕES DE REAIS que poderiam estar dando vida àquela viagem dos sonhos, a uma casa maior, a um futuro financeiramente tranquilo… Tudo ameaçado por instituições que deveriam ser de nossa confiança – mas, na verdade, têm trabalhado contra a sociedade. Os grandes bancos do País, como Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Santander, Caixa Econômica Federal – sem exceção – estão embolsando boa parte do rendimento que deveria estar na SUA conta, engordando o seu patrimônio ao longo do tempo.

 

Como exemplo, veja só estes populares fundos de investimento e repare nas respectivas (e abusivas!) taxas cobradas:

 

Fonte: Morningstar.

 

Juntos, esses cinco fundos administram, sozinhos, um patrimônio de R$ 26 bilhões de cerca de 571 mil clientes. Com suas altíssimas taxas, eles faturam R$ 1,1 bilhão a cada ano. Não é errado cobrar por um serviço, mas por que extrapolar no preço?

Note que trata-se tão somente de fundos DI. São os mais conservadores do mercado, que acompanham o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) que, por sua vez, segue a taxa básica de juros da economia, a Selic.

Os gestores desses fundos simplesmente compram os títulos públicos mais conservadores do mercado e sentam em cima. Nada além disso.

Então, será que faz sentido o banco anualmente morder mais de 1% do patrimônio do investidor para realizar uma tarefa tão simples?

Não, não faz sentido algum. Menos ainda ao observar que a rentabilidade de alguns desses fundos gira em torno de apenas 60% do CDI, quando poderia – e deveria – estar muito mais próxima dos 100%.

Você já viu se investe em algum desses fundos?

No total, são 95 fundos DI e de curto prazo que praticam taxa de administração superior a 1% em território nacional (tem fundo cobrando até 6%!). É aí que você percebe que a dimensão do problema é muito maior. Somados, eles administram R$ 121 bilhões de cerca de 2,5 milhões de brasileiros. Em um ano, essa dinheirama toda rende R$ 4,05 bilhões aos bancos. Se a taxa fosse 1%, os bancos receberiam uma quantia menos injusta e ainda farta: R$ 1,21 bilhão.

Fazendo as contas, chego naqueles R$ 2,8 bilhões sendo tirado do bolso do investidor brasileiro, que havia comentado no início. Esse é o dinheiro que os bancos estão tirando de você e que poderia – e deveria – estar investido em patrimônio seu!

E note que estamos falando apenas de taxa de administração, nem entramos ainda no quanto você deixa de ganhar por não investir em fundos mais rentáveis.

Bons fundos cobram taxas de administração mais justas. Há gestores realizando rigorosamente o mesmo trabalho dos grandes bancos em fundos DI por uma taxa de 0,2% ao ano, por exemplo. E com aplicação mínima de R$ 3 mil. No banco, a taxa cai a 1% para valores muito altos de investimento.

Para além dos fundos DI, existem 534 gestoras independentes no mercado brasileiro, que têm a única preocupação de selecionar as melhores oportunidades de investimento. O banco tem outras preocupações, como oferecer crédito.

Os fundos de gestores independentes a cada dia se popularizam mais no mercado. Além dos fundos DI, existem as carteiras mais sofisticadas, como de ações, cambiais ou multimercados, envolvendo várias classes de ativos.

Já estive olho no olho com 118 gestores, responsáveis por investir R$ 2,53 trilhões em moeda, títulos públicos, crédito privado e ações. Em meio a toda essa pesquisa, consegui por enquanto identificar 27 boas gestoras, 5% do total de 534.

Trata-se de um seleto grupo dos melhores fundos que poderão potencializar os seus ganhos para que você realize os projetos mais valiosos da vida sem sacrifícios desnecessários.

Estou plenamente convencida de que os fundos são a forma mais fácil, segura e confortável de se aproximar do mundo dos investimentos.

A Empiricus também entende dessa forma. Isso porque ela é independente e não está ligada a qualquer banco, corretora ou gestora de investimentos. Quem no mercado tem isenção semelhante para falar sobre fundos?

Você já sabe que o gerente do banco só quer te vender o produto mais rentável para ele. Aqui é diferente. É vocação da Empiricus…

Já viu se investe em algum dos fundos de banco com taxa de administração abusiva? É hora de sacar. Não está nesses fundos, mas investe em uma carteira com taxa maior do que 1%? Será que faz sentido, já que há opções com risco semelhante no mercado e taxa de 0,2% ao ano?

Comece a mudança agora mesmo. É hora de investir bem!

Até a próxima,

Luciana Seabra

Não tem tempo para ler agora?

Envie o conteúdo Fundos de investimento para seu e-mail e leia mais tarde.

*Importante: O endereço de e-mail informado deve ser válido para que você possa receber o artigo em sua caixa de e-mail, bem como nossos conteúdos gratuitos sobre investimentos.
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']