Agosto de 2017

Saiba onde seu dinheiro vai parar

“Voce Investidor”

Caro Leitor,

Engana-se quem confia que o dinheiro está sendo devidamente gerenciado nas mãos de um banco.

Quando é o SEU dinheiro que está em jogo, nada melhor do que VOCÊ MESMO ter absoluta certeza sobre como ele será investido.

Sinto muito em decepcioná-lo se você acreditava que poderia transferir a responsabilidade de multiplicar seu dinheiro para outra pessoa. Não funcionaria.

A única pessoa que pode cuidar de verdade do seu dinheiro é você mesmo.

O banco fará o melhor para… o banco. Pode soar repetitivo, mas é pura verdade. Quem deve lutar pelo seu dinheiro é você mesmo. Felizmente, isso não é uma missão difícil. É perfeitamente possível, inclusive para os leigos no assunto.

Estamos aqui para ajudar você a investir e a ficar mais rico a cada dia.

Reunimos a seguir os quatro principais produtos que os bancos costumam oferecer, de modo a atiçar seus sentidos críticos.

 

1) Poupança

Abrir uma conta poupança costuma ser a primeira decisão do investidor iniciante. O investimento é fácil e de baixo risco, mas os rendimentos costumam ser pequenos e por vezes até mesmo abaixo da inflação.

Colocando na ponta do lápis, nem mesmo a vantagem de isenção de Imposto de Renda salva a poupança.

Outro ponto é que, mesmo com liquidez diária, a rentabilidade está atrelada à data de aniversário, ou seja, ao dia de abertura da conta. Se for o dia 20, por exemplo, e você precisar sacar os recursos no dia 18, deixa de ganhar os rendimentos daquele mês.

 

2) Títulos de capitalização

Quem ouve apenas os bancos pode cair na armadilha dos títulos de capitalização. Esse é talvez o pior investimento oferecido ao correntista. Trata-se de um verdadeiro jogo de azar.

Como de praxe em outros jogos de azar, o título de capitalização tira dinheiro do bolso do apostador/investidor e o coloca no cofre do casino/banco.

Não poderia ser diferente, pois sua estatística é feita de antemão para que as chances de perda sejam muito maiores do que as chances de ganho.

 

3) Previdência Privada

Os planos de previdência também têm pegadinhas. Eles costumam carregar custos maiores do que outros tipos de aplicações por causa das taxas de administração, e estão entre os produtos mais lucrativos aos bancos.

Os planos são interessantes apenas para alguns casos específicos, mas são vendidos como se fossem indicados para qualquer cliente.

Se você faz parte dos casos específicos, prefira as seguradoras independentes, que contam com planos mais atrativos para valores baixos de aplicação inicial.

Planos corporativos também costumam ter condições mais vantajosas que as dos planos individuais.

 

4) CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título emitido pelo banco. Quem o adquire está fazendo um empréstimo para o banco em troca de uma remuneração.

Existem três tipos de CDB: o prefixado, o pós-fixado e o que paga juros mais a variação de inflação.

Para bancos grandes, a remuneração do CDB normalmente fica abaixo da contratada junto ao Tesouro Direto. Logo, como regra geral, faz mais sentido ao correntista buscar diretamente os títulos públicos de interesse.

 

Faça as perguntas certas

Para não ficar na dúvida do que perguntar ao gerente do seu banco, veja o que recomendamos em cada situação:

 

1) Quais seriam as outras opções de investimentos para o meu perfil? Gostaria de entender as comparações.

No caso do plano de previdência, por exemplo, você pode perguntar se não seria mais vantajosa a aplicação em um título do Tesouro Direto, uma LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) ou uma LCI (Letra de Crédito Imobiliário), por exemplo.

 

2) Quanto custa a aplicação? Você pode listar todas as taxas que serão cobradas caso eu faça esta aplicação?

Pergunte se há (e qual é) a taxa de administração, a taxa de carregamento, a taxa de performance e se há outras tarifas ocultas. Pergunte se quando seu volume de dinheiro aumentar, você poderá migrar para uma categoria melhor, com taxa de administração mais baixa.

 

3) Como funciona o pagamento de impostos? Qual a vantagem deste investimento em relação a outras aplicações, no que diz respeito à questão tributária?

No caso do plano de previdência, pergunte se é possível deduzir a sua base de cálculo do Imposto de Renda em sua declaração anual e para quem esse benefício vale a pena. O PGBL costuma ser indicado para quem faz a declaração completa do Imposto de Renda e planeja aplicar até 12% de sua renda bruta anual na previdência (pois é exatamente esse o percentual que poderá ser deduzido da base de cálculo do IR).

 

4) Quando poderei resgatar o dinheiro nas melhores condições possíveis?

O produto de investimento poderá ter uma data de vencimento específica. Antes dessa data, pode ser que você não consiga resgatar nem um centavo. Por isso, é importante que o prazo da aplicação case com o seu objetivo para aquele dinheiro. Além disso, a forma de cobrança do Imposto de Renda pode variar.

 

5) Qual é o valor mínimo da aplicação?

É importante saber a aplicação mínima e ter certeza de que você quer colocar aquele valor em uma só aplicação. De novo, fique atento ao prazo de vencimento do produto oferecido.

 

Você está pronto

Investir é algo que exige estudo e você está no caminho certo.

Já entendeu que não pode cair na conversa do banco e precisa saber exatamente o que quer de cada investimento.

Alguns produtos têm como foco o longo prazo e outros contam com a vantagem da liquidez diária. Outros investimentos ainda são pura cilada – lembre-se do título de capitalização – e merecem ser esquecidos.

Conte conosco para ficar mais rico a cada dia e aprofunde-se em nossas recomendações conhecendo mais a fundo o Você Investidor.

 

Não tem tempo para ler agora?

Envie o conteúdo Saiba onde seu dinheiro vai parar para seu e-mail e leia mais tarde.

*Importante: O endereço de e-mail informado deve ser válido para que você possa receber o artigo em sua caixa de e-mail, bem como nossos conteúdos gratuitos sobre investimentos.
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']
[class^='dclk_']
[class^='dclk_']
[class*='dclk_']
[class*='dclk_']
[id^='dclk_']
[id^='dclk_']
[id*='dclk_']
[id*='dclk_']