Guardar dinheiro no banco não basta para se tornar rico

Tem essa história de que dinheiro não traz felicidade, mas ajuda a comprar felicidade, e blá blá blá. Ok, todo mundo já decorou os ditados populares.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail
Guardar dinheiro no banco não basta para se tornar rico

Tem essa história de que dinheiro não traz felicidade, mas ajuda a comprar felicidade, e blá blá blá. Ok, todo mundo já decorou os ditados populares. Afinal, é por isso que eles são chamados de ditados populares.

Mas embora os bons ditados carreguem consigo alguma sabedoria, seu uso frequente traduz o sábio em superficial.

E o superficial, no que tange à nossa série, significa uma coisa: o indivíduo chega aos 50 anos com a incômoda sensação eikeana de que está vendendo o almoço pra comprar a janta.

Você quer ficar rico, mas não sabe o que é riqueza?

Aos 50, muita gente aprende o que é a pobreza previdenciária. Trabalhando o dobro do que trabalhava aos 25, pra sonhar metade.

Dinheiro no banco não resolve esse problema – nem para você, nem para a gerente da sua agência.

Dinheiro no banco é um refugo moral, não material. Bobeou, uma hora acaba. Porque não cresce conforme crescem suas necessidades e aspirações para a terceira idade.

Para se aposentar numa boa, você precisa ser rico. Ser rico é muito mais do que ter dinheiro.

Falamos sobre essa riqueza na série de Aposentadoria, de forma franca e direta, para que todos os nossos assinantes saibam desde o início onde exatamente queremos chegar.

No decorrer desta série, já aprendemos sobre valor líquido, horizonte temporal, formas de construir riqueza e sobre como a riqueza deve ser entendida.

Assim vamos reunindo os alicerces essenciais para um projeto amplo de aposentadoria, com todas as refeições a que temos direito.

Clique aqui para ter acesso IMEDIATO ao material

Abraço,

Conteúdo recomendado