Um caso excepcional de ação ignorada

Na última quarta-feira, participamos de uma reunião sobre investimentos de valor: o Value Investing Brasil.

Compartilhe:
Enviar link para o meu e-mail

Na última quarta-feira, participamos de uma reunião sobre investimentos de valor: o Value Investing Brasil.

Foram várias teses de investimento, com diferentes opiniões sobre o mercado.

Houve algo no entanto que nos marcou: o investidor em ações voltou a ter orgulho de sua profissão.

Está gostando desse artigo?Insira seu e-mail e comece já a receber nossos conteúdos gratuitos

Ano passado, no mesmo evento, gestores de equities pareciam pedir desculpas por comprar bolsa. Recomendar compra de ações era algo próximo da imoralidade, algo que deveria ser feito sozinho, no escuro, de porta trancada…

Mas em 2016 tudo mudou. Agora os investidores falam das ótimas companhias de peito cheio. Com brilho no olhar. Otimismo no coração.

A percepção geral é de que o Brasil pode, sim, dar certo.

 

 

O retorno de Jedi

A confiança do consumidor, dos empresários, as perspectivas para o PIB, as apostas para a taxa Selic, a produção industrial… diversas variáveis estão sendo revistas.

As perspectivas econômicas começam a ser olhadas com muito mais afeição.

A força voltou. A vitalidade dos analistas começa a retornar. Mas a Bolsa ainda não reflete essa melhora.

A opinião generalizada é de que este é o melhor momento para comprarmos ações de ótimas companhias.

E o Brasil possui muitas delas. Para investidores de valor (e todos os outros), o varejo é sempre uma ótima fonte de bons investimentos.

O varejo brasileiro é um ótimo lugar para procurarmos bons negócios. Empresas rentáveis e bem administradas que geram enorme valor a seus acionistas.

 

 

O consenso não consensual

Entre as diversas discussões de ideias de investimento, um nome pareceu reverberar.

Um ancião de mercado afirmou categoricamente:

“Esta empresa é um zumbi que me assombra há 20 anos.”

Ficamos pensando sobre o que isso significava.

Seria algo positivo? Gostaria o gestor de ter comprado as ações e se arrependeu? Ou seria algo negativo? Seria uma enorme armadilha de valor (value trap), algo barato que sempre será barato?

Este é o maior temor do seguidor de Value Investing: um value trap, ou seja, um investimento que nunca se prova correto e nem incorreto.

Esta ótima companhia não é a melhor de seu setor. Sem embargo, ela sempre copiou a estratégia de sua principal rival, as Lojas Renner.

A companhia aproveita a ótima estratégia de Renner mas a implementa depois.

Afinal, liderar requer habilidades específicas. Mas pode-se ganhar um bom dinheiro simplesmente copiando o que dá certo.

Esta varejista é um ótimo exemplo de negócio familiar onde o bom nome importa muito mais que a receita gerada.

Isso se traduz em pouca vontade de se vender ao mercado e muita vontade de trabalhar para gerar valor aos seus acionistas. Fica extremamente claro quando olhamos seus lucros crescentes ao longo dos anos.

 

 

Trufas raras

Mas a crise pegou a companhia no contrapé. Troca de fornecedores e acúmulo de estoques levaram a companhia a ter seus lucros retraindo ao nível de 2010.

Sua execução ainda não se encaixou como a de Renner.

Mas as ações também voltaram para onde estavam em 2010, fazendo da companhia não somente um bom negócio, mas também um fantástico investimento.

Em período de rally do impeachment, suas ações sobem apenas 10% em 2016. Qual seria o problema?

Estas ações são como trufas raras. Demandam muita atenção para serem encontradas. Precisamos dos melhores farejadores para detectar sua presença.

As ações são ilíquidas, desconhecidas. Apenas os conhecedores sabem pronunciar seu nome: Gua-ra-ra-pes…

Dona das lojas Riachuelo e negociada sob o ticker GUAR4, a companhia implementa o fast-fashion no Brasil com absoluto sucesso.

Gestão responsável e foco no longo prazo permitem a Guararapes continuar abrindo lojas na crise. A companhia melhora sua operação para sair acelerando forte quando o consumo voltar a melhorar.

Tendo reduzido estoques e feito o dever de casa, GUAR está pronta para mais um ciclo de geração de valor.

A Carteira Empiricus já percebeu o enorme potencial desta pequena gigante.

E você, já entendeu como ganhar um bom dinheiro simplesmente copiando o que dá certo?

Caso queira conhecer mais cases de excelentes empresas com grande potencial de valorização em suas ações, você precisa conhecer o Melhores Ações da Bolsa.

São ações escolhidas a dedo, prontas para decolar com a recuperação do mercado.

Este é, sem dúvida, o melhor momento para comprarmos ações de ótimas companhias.

QUERO CONHECER AS MELHORES AÇÕES DA BOLSA

 

Um abraço,

Bruca Barbosa

Conteúdo recomendado