Empiricus nas redes:
Empiricus nas redes:
Cadastro efetuado com sucesso. Obrigado!

Verifique sua caixa de entrada para passar a ler
as melhores ideias de investimentos.

Receba a newsletter Day One

Por Felipe Miranda

Receba a newsletter Investidor Independente

Por Beatriz Cutait e Luciana Seabra

Receba a newsletter Crypto Talks

Por Vinícius Bazan e André Franco

Receba a newsletter Viva de Renda

Por Rodolfo Amstalden

Buscar na Empiricus

Renda fixa

Toda renda fixa é uma dívida. Investir nesse tipo de ativo significa que você emprestará dinheiro a uma empresa ou um banco e, em troca, em uma data já determinada (vencimento do título), receberá de volta a quantia acrescida de um juro, previamente acordado.

Os títulos de renda fixa podem ser prefixados, pós-fixados ou indexados à inflação. O principal indicador de referência para balizar esses retornos é o CDI. Mas também podem ser usados a inflação (IPCA), a Selic, o IGP-M ou uma taxa fixa predeterminada.

Os papéis emitidos por bancos, como por exemplo, os CDB, possuem a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), para valores de até R$ 250 mil por CPF. Já as emissões feitas por empresas, como as debêntures, não têm essa garantia.

Não tem tempo para ler agora?

Envie o conteúdo Renda fixa para seu e-mail e leia mais tarde.

*Importante: O endereço de e-mail informado deve ser válido para que você possa receber o artigo em sua caixa de e-mail, bem como nossos conteúdos gratuitos sobre investimentos.