Três fundos para você investir seu 13º salário

Invista o seu 13º salário. Confira com a Luciana Seabra, especialista de fundos de investimentos da Empiricus, três fundos para você investir.
Compartilhe:

Fim de ano, você recebeu o 13º salário e está naquela alegria, já pensando em dar uma incrementada nos presentes, né? Eu vou sugerir que, neste ano, você evite aquele amigo oculto dos amigos que você gosta menos. Dá uma maneirada, dá uma meia, uma cueca, um pijaminha para alguém e pega um pouco desse dinheiro e estreia no mundo dos fundos de investimentos.

Vou te dar três recomendações para você estrear neste mundo, ou se você já for investidor ou investidora sofisticada, você pode dar uma aprimorada e fazer a virada de ano com um belo portfólio de fundos.

Bom, a minha primeira recomendação é para você que já tem um portfólio mais sofisticado de ativos, já volto para você que ainda não tem, mas para você que já tem um portfólio, 2018 vai ser essencial ter um fundo cambial.  Porque não sabemos se vai ter um candidato que realmente agrade ao mercado, pode ter alguns estresses de mercado.

Pode ter também algum estresse vindo de fora, as políticas monetárias do mundo sendo revertidas. E aí para amortecer aqueles momentos de prejuízo, aqueles momentos de volatilidade forte, um bom fundo de dólar pode te ajudar a dormir mais tranquilo aí em 2018.

Leia mais: 8 ou 80

A segunda recomendação que eu dou, para você que ainda não tem nenhuma reserva de emergência, que se amanhã bater o carro não tem de onde tirar o dinheiro, é pegar o dinheiro do 13º e colocar em um Fundo DI bem barato. É um produto com liquidez.

Pega um produto com taxa baixa, hoje em várias corretoras você encontra Fundos DI com taxa 0,2% ao ano, com aplicação mínima a partir de R$ 1 mil, é o melhor caminho para sua reserva. Não vai colocar em um Fundo DI caro do bancão, hein? Já tivemos aqui um vídeo, se você se lembra, em que eu mostrei, com nomes, os Fundos DI mais caros da indústria. Então, pega esse dinheiro do 13º e coloca em um fundo DI barato.

Veja também: Os três piores fundos de renda fixa do mercado

E a terceira recomendação é para você que faz a declaração completa do imposto de renda. O que você pode fazer com esse dinheiro? Colocar em um PGBL. Um PGBL bom, tá? E não só de Renda Fixa. Um plano sofisticado, em que você possa realmente conseguir construir sua aposentadoria.

“Ah, mas por que plano de previdência?” Porque um plano de previdência pode evitar que você pague impostos em 2018. Você sabia que se você colocar dinheiro até 12% da sua renda que você ganhou no ano inteiro em um PGBL, você não paga imposto sobre esse dinheiro em 2018?

Ou seja, é uma forma de dar um drible no leão. Economizar uma parte dos seus impostos. Você não vai pagar nunca? Vai. Mas vai pagar só lá na sua aposentadoria, e se você usar a tabela regressiva do imposto, vai chegar a 10%. Bem melhor do que se você, por exemplo, tiver na última camada da tabela e pagar os 27,5% de imposto. Não é?

Bom, então são essas três dicas que eu tenho hoje: Fundo cambial, Fundo DI e PGBL. Escolha de acordo com as suas necessidades e de acordo com o seu portfólio.

Eu queria também aproveitar para dizer que se você gostou dessas dicas, você pode acompanhar todas as minhas recomendações de fundos, com mais detalhes, na minha newsletter semanal, todas as quartas-feiras, a Hora dos Fundos. É gratuita. É só você se cadastrar aqui no link, colocar seu e-mail, que vai chegar automaticamente e você pode ler.

Nos encontramos na próxima quarta-feira, na Hora dos Fundos!

Conteúdo recomendado