Luiza Trajano: o segredo por trás do sucesso do Magazine Luiza

Luiza Trajano conta como manteve o sucesso do Magazine Luiza mesmo em período de crise.
Compartilhe:

Luciana Seabra: Olá, tudo bem?

Nós aproveitamos a participação da Luiza Helena Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, no evento Sexo Antifrágil, para fazer algumas perguntinhas sobre o momento da empresa.

Ela comentou de onde ela acha que vem essa alta da empresa no ano. A Magazine Luiza é a empresa que mais sobe neste ano na Bolsa. Mais de 400%.

Falou também de sucessão, de como funciona a contratação de familiares na empresa, e de como eles passaram por essa crise. Você não pode deixar de assistir.

 

Ao que você atribui o fato de a ação da Magazine Luiza ter subido tanto neste ano?

Luiza Helena Trajano: Olha, o que aconteceu é que fizemos um trabalho bem feito, acreditamos que não deveríamos separar o .com (loja virtual) do Magazine Luiza físico.

Na época, as pessoas acreditavam no contrário, e depois viram que o cliente é um só: ele tanto compra na internet quanto compra na loja.

E além de tudo isso, fizemos um trabalho muito grande de custos, um trabalho de se preparar para esse momento do mercado.

Então, o mercado percebeu que o Magazine Luiza era uma das empresas que mais estava preparada para ter o digital e crescer no ponto físico. Não desprezamos, mas digitalizamos o nosso ponto físico.

Nos preparamos para esse momento quando ninguém acreditava e separou. Isso ajudou bastante, além dos resultados, porque o pessoal está ajudando muito, positivamente.

Leia mais: Magazine Luiza está preparada para a chegada da Amazon

 

Como foi a sua transição para o Marcelo Silva, e depois para o Frederico Trajano, e por que ela foi tão bem-feita?

Luiza Helena: A família tem uma governança muito bem-feita, já há muitos anos. Lá não entra apenas agregado, a família só entra quando os profissionais vêm de baixo.

E quando eu quis passar o fundo, até o fundo já queria que passasse para o Frederico, mas ele não quis e eu não quis.

Daí, fui buscar um profissional no mercado, que é o Marcelo, de muito respeito e também estava acostumado com transição em família. E o Marcelo teve toda a liberdade de trabalhar.

Eu estava no meu momento, eu não larguei o Magazine, eu estou lá. Mas eu não participo de reunião, eu não fico mais no estratégico. Quem passou para o Frederico foi o Marcelo.

E o Frederico também se preparou, o Marcelo veio para ficar quatro anos e ficou sete no CEO. Ou seja, foi um tempo grande de preparação.

O Magazine faz as coisas assim: simples, mas profunda e na hora certa. Pegamos o complicado e transformamos em simples. Quando vê, aconteceu.

Leia mais: Conselho do Magazine Luiza aprova novo CEO e mudança de cargos

Quais foram os pontos que permitiram a MGLU sair de forma tão forte da crise?

Luiza Helena: Foco. Eu acho que crise exige que você tenha muito foco. Em 2015, vimos que foi um ano difícil. Nós começamos tecnicamente e motivacionalmente a focar em vendas. Todo mundo começou a focar, desde o pessoal do escritório, diretoria, presidência. Todo mundo estava se comprometendo com isso: ter o produto certo, na hora certa, no preço certo. E tudo voltado para isso.

Nós focamos em uma venda saudável. O Magazine sempre teve uma venda saudável. Acho que foco e ter feito as coisas certas na hora certa, ajudou muito.

Conteúdo recomendado