Mercado pessimista, Buy&Hold e Tesouro Direto

Itaú, BM&F e outros assuntos que impactam diretamente seus investimentos. Tudo em um minuto com Felipe Miranda.

Senhoras e senhores, bem-vindos a mais uma edição do Blink, a nossa “rapidinha semanal”.

Mande as suas perguntas que nós vamos falar sobre qualquer coisa, em clima de festa junina e correio elegante. As coisas aqui funcionam deste jeito.

Agora eu estou gourmet pra caramba, mano, estou de iPad hoje! Vamos ver se eu sei mexer nisto!

Então, vamos começar: um, dois, três e já!

Pergunta do Eduardo Gicos

– Você acha que o mercado está demasiadamente pessimista com as chances de as reformas passarem? Apesar da crise política, elas avançaram nos últimos dias.

Não sei. Na verdade, eu acho que o mercado está otimista com a passagem das reformas. Parece que, assim: a opinião de consenso é que passa.

Wesley Oshiro:

– Você investe em Tesouro Direto? Você recomenda diversificar a carteira em títulos diferentes (LTN, NTN-B, LFT)?

Sim e sim. Sem diversificação não tem como. Arroz e feijão todo dia ninguém aguenta. Monogamia é para outro lugar.

– Felipe, você tem alguma ação que carrega há mais de cinco anos? Recomenda alguma para o buy & hold?

P*, não, porque, para mim, é superdifícil ter, mas recomendo várias ações para buy&hold. Sempre uma carteira. Uma única ação é furada. Compra as coisas que estão boas aí há muito tempo: Itaú (ITUB4), BM&F (BVMF3), Cielo. Estas coisas clichês aí.

– O que é mais fácil hoje: Ibovespa voltar aos 50 mil ou subir até os 100 mil?

É muito assimétrico, não é? Está muito perto dos 50 e muito longe dos 100, mas eu acho que a assimetria, não sei esta sua… mas eu acho que a assimetria é muito mais para cima que para baixo.

Valeu pessoal!

Um grande abraço!

Na semana que vem tem mais!

Leitura recomendada:

Qual o melhor título para você?

Conteúdo relacionado