Primeiros investimentos em startups

Artur Regen, membro fundador do Verus Group Early Stage Investments, fala sobre os primeiros passos para investimentos em startups e aponta a principal dificuldade de se fazer isso no Brasil.
Compartilhe:

É engraçado que no começo você tem uma ansiedade de investir. Você me perguntou como eu fiz meu primeiro investimento.

E aí, começa a aparecer uma ou outra empresa, você acha que: “essa aqui é do caramba”; “essa aqui vai dar certo”; “quero investir!”.

E é aí que você comete erros. É erro de principiante e, é normal. É comum.

Mas, é importante para quem está entrando neste segmento agora, neste setor, tentar controlar essa ansiedade. Porque na verdade você vai ver centenas de empresas antes de fazer um investimento bem feito.

Claro, você pode dar sorte de a empresa vencedora ser a primeira empresa que você entrar. Pode ser, pode acontecer. Mas não é normal.

Além do quê, não é recomendável você investir logo de cara. Você precisa ter uma fase de namoro com o time, de entender melhor a proposta de negócio dos caras, a oferta de valor, como você monetiza isso.

Leia mais: Estratégias de Warren Buffett para avaliar valor de ações

O time é realmente o time certo para fazer aquilo? Tem as competências que precisa? Se complementa? Tem o espírito de empreendedor que é necessário para isso?

Nem todo mundo tem. Cruzamos com muita gente que não tem e esse é um dos principais pontos que eu vejo no Brasil de dificuldade de investimento: o time.

Conteúdo recomendado