Privatizações: o fim da depressão no mercado financeiro

Com as privatizações, os ativos começam a refletir perspectivas melhores. Saiba mais aqui.
Compartilhe:

A equipe econômica brilhou de novo!

Olha, um coraçãozinho para o Meirelles.

Anunciaram a privatização de 14 aeroportos. Eu nem lembro o que mais. Espera aí.

Quatorze aeroportos, 11 blocos de linhas de transmissão de energia elétrica, 15 terminais portuários, rodovias, empresas públicas, a casa da moeda, a companhia de docas do Espírito Santo, e a Eletrobras, que ontem subiu 50% na Bolsa e a ação ON.

Leia mais: A década perdida chegou ao fim

Achamos que isso é espetacular. O governo, finalmente, descobriu que ele não tem capacidade para tocar todos os pontos da economia, todas as empresas da economia, e decidiu focar no que ele efetivamente deveria focar: saúde, educação e transporte. Só.

Quanto menos o governo fizer, melhor. Para todo mundo.

Esperamos que os ativos reflitam, e já começaram a refletir, essas perspectivas melhores, ou muito melhores, para o país no futuro. E tomara que isso seja feito o mais rápido possível.

Passamos uma década em depressão profunda no mercado financeiro. Mas, a oportunidade de ganhar dinheiro pode, finalmente, ter chegado!

Conteúdo recomendado