Cisne Cinza, Reforma da Previdência e… Bitcoin Antifrágil?

Nesta edição do Blink tire suas dúvidas sobre reforma da previdência, Cisne Negro e saiba mais sobre boas opções de seguro na carteira e o Bitcoin “antifrágil”.
Compartilhe:

Senhoras e senhores, bem-vindos a mais uma edição do Blink!

Hoje aqui no sofázão, aquela siesta após o almoço, aquela rapidinha bem gostosa, depois de bater uma feijoada no Bolinha.

Comemos muito porco essa semana, né, porcada? Mais uma vez. Não? Freguesia sempre. Estamos com tudo! Mande suas perguntas, e resolvemos tudo aqui em um minuto, sobre o céu, a terra, a água e o mar.

Vamos lá: 1, 2, 3 e já!

 

Jeferson Costa

– Qual seria o impacto na Bolsa se aprovassem pelo menos a idade mínima na reforma da previdência?

3,47%, hein!

Não. Não sei, eu acho que vai ser uma coisa positiva. Quanto exatamente é um puta chute.

 

Rubens Paulo

– A empresa Oi seria uma opção alinhada à ideia de um Cisne Negro positivo?

Não. Se você já está sabendo tudo o que vai acontecer, não pode ser um Cisne Negro positivo. Pode ser uma simetria. Não confundir as coisas!

Tem o Cisne Cinza, mas eu não gosto da Oi. Acho muito risco, acho que você não deve se alinhar ao Nelson Tanure: “Diga com quem andas, que eu te direi quem és”, alguma coisa parecida com isso.

 

Felipe Melo

– Ô porcada, também, um grande abraço!… Bora falar de seguros! O que você enxerga como boas opções de seguro no mercado hoje para a sua carteira?

Olha, eu acho que tem que comprar calls de dólar, viu? Para 2018, o preço de exercício lá em cima pode ser uma boa para você.

 

Lazlo Sacunobi

– Dado o aumento acelerado da dívida do tesouro americano, você acha que além do ouro, o Bitcoin é antifrágil para o caso de uma quebra de confiança global no dólar?

Nome difícil, hein?

Putz, não. Bitcoin para mim é outra coisa, meu. É somente uma aposta assimétrica, é tudo e só isso. Assimetria à direita.

Leia mais: Criptomoedas e fat tails

 

Matheus Camana

– Em relação à CESP6 e CMIG4, ainda é válido mantê-las na carteira? Qual o risco dessa operação e o potencial de valorização?

Um monte de risco e um monte de potencial de valorização. Não dá para falar de tudo isso em um minuto. Eu acho que o CESP vai acabar privatizada. A CMIG nunca falei deste case. Prefiro concentrar-me em CESP, mas tem que esperar privatização. Antes disso, não vai andar.

Valeu?

Um grande abraço! Semana que vem tem mais. Provavelmente, já com as duas mãos na taça.

Conteúdo recomendado