Títulos prefixados

Aprenda sobre eles no vídeo com a Analista Marília Fontes.

A Renda Fixa é uma forma de obter rendimentos emprestando seu dinheiro para alguma pessoa ou instituição.

Em contrapartida, quem pegou seu dinheiro emprestado vai te pagar um juro.

O rendimento deste juro pode ser pago de três formas: em títulos prefixados, em títulos pós-fixados e em títulos indexados à inflação.

Hoje, vou falar sobre os títulos prefixados.

Os prefixados são aqueles em que você fixa hoje o quanto vai receber lá na frente.

Por exemplo, R$ 1.000. Esses R$ 1.000 não mudam nunca! Você pode ter um título de um, dois, três ou cinco anos. Os R$ 1.000, no final, serão os mesmos. O que muda é o quanto você tem que pagar agora para receber os R$ 1.000 lá na frente. Isso vai depender da taxa de juros.

Se você sabe qual é a taxa de juros do mercado, você consegue trazer esses R$ 1.000 a valor presente para saber o quanto você tem que investir hoje.

Para trazer os R$ 1.000 a valor presente, basta você seguir esta fórmula: o valor futuro do seu investimento, no caso R$ 1.000, é igual ao valor que você vai investir, mais os juros que vai receber a cada ano.

Se você deixar o valor presente em evidência, vai ter a seguinte fórmula com os juros consolidados:

valor presente fórmula

 

Mas, como estou interessada no valor presente, vou isolá-lo na fórmula, jogando os juros para o outro lado. Assim, a gente tem a fórmula do valor presente:

Valor presente 2

 

Note que, quanto maior é o período do meu investimento, ou seja, se o meu título é de dois, três, quatro, ou nove anos, menos eu tenho que investir hoje para ter os mesmos R$ 1.000 no futuro.

Da mesma forma, quanto maiores forem os juros de mercado, menos eu tenho que investir hoje para ter os mesmos R$ 1.000 no futuro.

Então, vocês aprenderam que, nos prefixados, fixa-se o valor futuro do título e isso não muda nunca. E a taxa de juros utilizada para trazer esse valor futuro a valor presente, para entender de fato quanto eu invisto nele, depende da taxa de juros, e essa taxa de juros é negociada no mercado.

Mas o que é esse juro?

De onde ele vem?

E como ele muda?

Os juros dos títulos são baseados nos juros negociados no mercado futuro.

Diariamente, o mercado negocia essas taxas, comprando quando acha que ela está muito baixa e vendendo quando acha que ela está muito alta. Assim como funciona com as ações.

Mas como eles precificam o valor justo dessa taxa?

A cada 45 dias, o Banco Central reúne os seus mais importantes membros no Comitê de Política Monetária, o Copom, em que definem a taxa Selic, a taxa básica do mercado. Essa taxa é utilizada nos empréstimos entre o Banco Central e os outros bancos da economia, para que ele consiga tirar ou colocar liquidez no sistema, controlando assim a inflação.

O mercado, então, estima qual será a Selic em cada uma dessas reuniões. E, baseado nessa trajetória estimada, tira a média dessa taxa a cada período de interesse (por exemplo, um ano, dois anos, três anos). Assim, ele vai negociando essas taxas no mercado, de acordo com essa expectativa de trajetória.

Assim, essa trajetória do mercado influencia a taxa de mercado negociada, que influencia, por sua vez, o valor presente dos títulos públicos prefixados.

Então, existem duas coisas muito importantes para você entender na hora que está operando as prefixadas.

A primeira é que, como a taxa de mercado muda todo dia, o preço do seu título vai mudar todo dia também. Ele vai ser marcado na marcação a mercado.

Posto isso, se você comprou o título a uma outra taxa e vai vendê-lo hoje, você tem que vendê-lo obrigatoriamente pela taxa de mercado. Ninguém vai aceitar uma taxa diferente. Então, essa é uma grande oportunidade de você ganhar muito dinheiro! Porque, se a taxa de mercado cai, o seu Preço Unitário atual (PU) valoriza muito mais do que se você tivesse simplesmente vendido o seu título pela taxa inicial comprada. Isso é muito importante!

Um segundo ponto importante: as pessoas se confundem e acham que a taxa Selic tem que subir ou cair para você ganhar dinheiro com os prefixados. Então, muita gente diz: invista nos prefixados num ciclo de queda. Mas isso não é verdade!

Você pode ganhar dinheiro com os prefixados mesmo num ciclo de alta. Basta que o mercado precifique que a Selic vá subir muito mais do que você acha que ela vai subir.

Vocês se recordam do nosso gráfico da trajetória da Selic? Suponhamos que o mercado precifique que a Selic cai 200 num ciclo de queda. Mas eu acho que a Selic cai 400. Então, a trajetória da Selic vai ser muito mais baixa e, consequentemente, a média de mercado vai ser muito menor. Ou seja, a taxa de mercado tem que cair. Eu posso ganhar muito dinheiro com os prefixados. É assim que vou atuar.

Mas, também pode acontecer de o mercado considerar que a Selic vai subir 500 e eu considerar que vai subir apenas 100. Então, a minha taxa de mercado também tem que cair. A média dessa trajetória também é mais baixa e eu também consigo ganhar muito dinheiro com os prefixados.

Se você for investir num título prefixado do governo, os principais são a LTN e a NTN-F A LTN não paga cupom. A NTN-F paga cupom semestral. Ou seja, além dos R$ 1.000 de valor futuro, você também vai receber cupons semestrais. Sobre esses cupons, você vai pagar imposto de renda. Na LTN você só pagaria o imposto no final. Isso vai dar uma diferença de rentabilidade, mas, a grosso modo, é a mesma coisa.

Por fim, os prefixados são totalmente acessíveis a qualquer investidor. No Tesouro Direto, você consegue comprar uma LTN ou uma NTN-F a partir de R$ 30,00.

Então, o que você está esperando?

Conteúdo relacionado