Enquanto fintechs sufocam na Bolsa, Itaú (ITUB4) ‘enche o bolso’ dos brasileiros; entenda

Mas em momentos de crise, voltar ao tradicional pode ser a melhor escolha.

As fintechs chegaram ao mercado com ideias inovadoras e promessas de revolucionar o setor financeiro.

Países do mundo todo estão sofrendo com crises financeiras e, com o cenário de juros altos, os investidores têm fugido dos papéis de fintechs e procurado empresas mais seguras.

Além do “roxinho”, a Stone teve o lucro reduzido em 79% em 2021 e os papéis do PagSeguro caíram 45%.

O Nubank (NUBR33), por exemplo, amarga perdas de -67,9% desde o IPO, em dezembro.

Mas enquanto as fintechs estão derretendo, o Itaú se mostra cada vez mais sólido.

No mesmo período em que o Nubank caiu quase -68%, os papéis ITUB4 valorizaram 6,5%.

Enquanto o Nubank teve prejuízo de R$ 45 milhões no período, o Itaú registrou lucro de R$ 7,36 bi.

Os resultados no 1T22 também são um exemplo da discrepância entre as fintechs e bancos tradicionais.

E esses números não são o único destaque do “bancão”.

Segundo Sergio Oba, analista da Vitreo – corretora com mais de R$ 13 bi sob custódia –, o Itaú pode “encher o bolso” do investidor com dividendos.

Além das ações do Itaú, o profissional aponta outros 4 papéis pagadores de bons dividendos.

O analista fez uma seleção de empresas sólidas e que apostam na tradição para superar momentos de crise.

Em um relatório gratuito, Oba revela o nome dessas empresas e explica a tese completa para ter a chance de conquistar uma renda extra com grandes nomes do mercado.

SAIBA O TICKER DAS 4 OUTRAS AÇÕES

Acesse o relatório:

Essas empresas estão baratas e com ótimas perspectivas de lucro em um momento em que se proteger é o mais importante.

RELATÓRIO GRATUITO: CONHEÇA AS EMPRESAS COM BONS DIVIDENDOS