Não é só Petrobras: a melhor ação brasileira para surfar a alta do petróleo é uma ilustre desconhecida

Depois de entregar 1.100% com a indicação de Sinqia e 700% com CardSystem, especialista da Empiricus revela qual a sua próxima grande aposta da Bolsa – uma ação que tem tudo para superar suas recomendações anteriores, na onda da recuperação do setor de petróleo e gás.
Não é só Petrobras: a melhor ação brasileira para surfar a alta do petróleo é uma ilustre desconhecida

Os preços do petróleo seguem avançando, ainda sob o impacto do relatório de janeiro da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo), que prevê uma alta do consumo global em 2021.

VEJA SEM COMPROMISSO O NOME DA AÇÃO COM MAIOR POTENCIAL PARA LUCRAR COM A ALTA DO PETRÓLEO

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em março subiu 0,85%, chegando a 55,88 dólares em Londres. 

Já o barril de WTI para entrega no mesmo prazo subiu 0,96%, batendo 52,77 dólares.

Em fevereiro de 2020, o preço havia caído para a casa dos 20 dólares, o menor valor desde o início do século 21. 

Um dos principais motivos para o otimismo e a retomada dos preços é a perspectiva de uma demanda maior nos Estados Unidos, graças ao programa de estímulo de US$ 1,9 trilhão que o novo presidente americano, Joe Biden, pretende implementar.

O aumento da atividade econômica esperado com o pacote pode impulsionar o consumo de petróleo na maior economia do planeta, o que vem movimentando os preços.

A China e a Índia também devem ampliar seu consumo em 2021.

Com isso, os olhos dos investidores se voltam para as ações que mais têm a ganhar com o cenário positivo para a commodity.

Existe vida além da Petrobras

Mas o que poucos enxergam é que a Petrobras não é a única alternativa no nosso mercado para surfar essa onda.

A Bolsa brasileira oferece outras boas ações no setor, que são praticamente desconhecidas do público geral.

Um exemplo é a PetroRio.

Entre os anos de 2015 e 2020, a companhia de petróleo entregou para os seus investidores +8.450% de lucro, multiplicando o capital dos seus acionistas em mais de 85 vezes.

Em apenas cinco anos, quem investiu mil reais nos papéis da companhia saiu com mais de 85 mil no bolso. 

Para se tornar milionário, bastaria uma aplicação de pouco mais de 11 mil reais.

Ela foi, sem dúvidas, um dos grandes casos de sucesso que surgiram após a crise de 2015.

Agora, o analista da Empiricus, Max Bohm, afirma ter encontrado uma nova ação que tem tudo para seguir a mesma trajetória.

Não por acaso, esta ação é uma das maiores apostas do especialista para 2021.

"De todas as ações da Bolsa, ela hoje é a que apresenta as maiores similaridades com o caso PetroRio (PRIO3)".

De quase falida a fenômeno na Bolsa

Para entender melhor a opinião do analista, é preciso retomar um pouco a trajetória da PetroRio.

Em 2006, o Brasil fez uma das maiores descobertas da sua história. 

Indícios de petróleo na camada do pré-sal foram anunciados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e mais tarde confirmados pela Petrobras, o que fez com que o Brasil atraísse o interesse dos gigantes do setor. 

Por outro lado, o frenesi em torno da nova descoberta fez com que campos maduros, já em produção, fossem deixados de lado.

Foi justamente nesse cenário que, em 2008, surgiu a pequena HRT Petróleo.

O objetivo do negócio era comprar esses campos negligenciados pelas gigantes, visando lucrar com melhorias operacionais e corte de custos.

Após enfrentar problemas administrativos e financeiros, em 2015 a empresa passou a ser gerida por um grupo famoso por resgatar empresas em dificuldades e mudou de nome para PetroRio.

Com a reestruturação, a estratégia de recuperar campos de petróleo decadentes engrenou.

 O sucesso refletiu e muito no preço das ações:

Gráfico
Fonte: Economatica

Caminhos similares

O caminho que a nova indicação do Max Bohm está seguindo se assemelha, e muito, com a trajetória da PetroRio nos últimos cinco anos.

QUERO INVESTIR NA "NOVA PETRORIO"

Ela também adquire poços de petróleo maduros e realiza investimentos de revitalização, reduz os custos de extração e volta a operar viavelmente aquele ativo.

Mas com uma diferença crucial a seu favor: 

Enquanto PetroRio tem maior foco em operações offshore, no mar, a grande aposta do Max se concentra na exploração onshore, em terra firme.

Esse tipo de exploração é muito mais simples e envolve investimentos bem mais baixos do que a extração em águas profundas.

Máquina de extração em águas profundas
Fonte: apresentação institucional da empresa

Embora as reservas e a produção onshore sejam menores, a margem de lucro é muito maior.

Compare o custo por barril das duas empresas:

Gráfico de comparação
Fonte: Site das Empresas

Foi a estratégia focada na redução dos custos de produção que fez com que as ações da PetroRio multiplicassem de valor 85 vezes em cinco anos.

E a ação escolhida pelo analista da Empiricus vai ainda mais a fundo nesse conceito.

Não é à toa que a grande aposta de Max, em apenas 2 meses, já entregou 68% de lucro para os seus acionistas.

Gráfico de 68%
Fonte: Economatica

Uma excelente valorização, mas que não chega nem perto do potencial que o especialista enxerga para o papel.

"Aquilo que enxergamos para o futuro desta nova aposta é muito parecido com o que aconteceu com PetroRio", diz Max.

VEJA, SEM COMPROMISSO, QUAL É O NOME DA AÇÃO QUE PODE REPETIR OS LUCROS EXPONENCIAIS ENTREGUES PELA PETRORIO

De olho no futuro

Se o cenário é promissor no curto prazo, o setor de petróleo e gás continua sendo uma aposta também para o futuro.

É verdade que a mudança para uma matriz energética mais limpa é uma tendência global irreversível. 

A demanda por gás natural e energia de fontes renováveis, como a solar e a eólica, vai continuar crescendo.

Mas, para especialistas como o geofísico Dr. Mark Zoback, da universidade de Stanford, o petróleo deve seguir relevante e rentável pelos próximos 20 anos.

Dr. Mark Zoback
(Fonte: reprodução YouTube)

"Não podemos fingir que o mundo vai parar de usar petróleo do dia pra noite", diz Zoback.

O sistema de transportes global ainda é quase completamente dependente dos combustíveis fósseis. 

A penetração dos veículos elétricos ainda é extremamente baixa, especialmente nos países em desenvolvimento.

À medida que esses países emergentes crescem, sua demanda por energia aumenta brutalmente.

E boa parte dessa energia continuará vindo do petróleo…

A realidade é que o pico de demanda e o preço do petróleo provavelmente serão atingidos entre 2030 e 2045.

Gráfico de comparação

Ou seja, a nova ação do Max Bohm é uma aposta para colher lucros substanciais agora, no curto prazo, como também pode ser um investimento sólido para os próximos anos. 

E a melhor notícia é que você poderá conhecer essa ação agora mesmo, sem assumir qualquer compromisso imediato.

Acesse agora e conheça a nova grande aposta de Max Bohm:

Para ter acesso a mais nova integrante da carteira do Max, é simples, basta seguir estes 3 passos:

1º  - Clique em qualquer link deste artigo;

2º - Ao clicar no link, você será imediatamente encaminhado para uma publicação especial do Max;

3º - No material, você terá todas as instruções necessárias para acessar o nome da ação, sem compromisso.

O analista acredita tanto no potencial dessa ação que decidiu instituir o seguinte:

"Se você não obtiver lucro com a minha grande aposta em até 12 meses, eu vou recompensá-lo com um bônus especial."

Se você ficou interessado, clique no link abaixo e veja o nome daquela que pode ser o próximo caso de supermultiplicação da Bolsa.

[DOCUMENTO OFICIAL] A NOVA PETRO BRASILEIRA