Times
Investimentos

Localiza (RENT3) cai 15% em um mês e 3% em um dia: o que fazer com a ação?

Analista explica por que as ações de Localiza têm sido penalizadas pelo mercado desde o início do ano e se ainda vale a pena investir no papel

Compartilhar artigo
Data de publicação
8 de fevereiro de 2024
Categoria
Investimentos
Localiza RENT3

Desde o início do ano, o humor do mercado para com as ações de Localiza (RENT3) não tem sido dos melhores. O papel derrete 15% nos últimos 30 dias e chegou a cair 3% na última terça (6), quando o Ibovespa encerrou em forte de alta de 2,21%.

Nesta quinta (8), às 11h20, a queda chega a 1,31%.

O que explica a insatisfação do mercado com Localiza (RENT3)?

Segundo Fernando Ferrer, analista da Empiricus Research, a aversão dos investidores tem a ver com as alternativas adotadas pela companhia diante da necessidade de renovação da frota de carros.

“A companhia tem aumentado o volume de vendas via canal de atacado (cujos preços são mais baixos) e a fraqueza do segmento de seminovos tem pressionado o preço para baixo”, explica.

O analista ainda conta que a depreciação segue alta e deve pressionar o lucro da companhia no ano. “Com isso, o ROIC spread, que é a diferença entre o retorno sobre o capital investido e o custo da dívida, está em torno de 3% – desde 2008, isso só havia acontecido uma vez, em 2016″.

Ele diz concordar com esses argumentos do mercado.

Por outro lado, chama atenção para a importância de avaliar se esses fatores que estão pressionando o resultado da companhia são estruturais ou conjunturais.

“Na nossa visão, eles são conjunturais e deverão estancar ainda neste ano. A queda da Selic fará com que o ROIC spread volte ao patamar perseguido pela companhia, que é entre 5% e 8%. Com isso, embora o curto prazo esteja desafiador, acreditamos que seja um bom momento para comprar Localiza (RENT3) a preços bastante atrativos e poucas vezes visto no mercado”, recomenda.

O balanço do 4T23 de Localiza está previsto para ser divulgado em 11 de março de 2024. Para receber em primeira mão a análise completa de Fernando Ferrer acerca do resultado e entender a estratégia da companhia, clique aqui.