Quer variar suas leituras? Veja 3 livros sobre ritmo de vida, política e ficção policial, indicados no podcast Puro Malte

Limitar-se sempre aos mesmos tópicos de leitura pode ser maçante e cansativo. Ler livros que tratam de temas diferentes pode expandir ainda mais seu repertório cultural, além de tornar o hábito de leitura mais divertido. Cansado de ler sobre economia? Pule para um livro de ficção científica. Não aguenta mais aquela biografia extensa? Que tal […]

Compartilhar artigo
Data de publicação
4 de outubro de 2021
Categoria

Limitar-se sempre aos mesmos tópicos de leitura pode ser maçante e cansativo. Ler livros que tratam de temas diferentes pode expandir ainda mais seu repertório cultural, além de tornar o hábito de leitura mais divertido. Cansado de ler sobre economia? Pule para um livro de ficção científica. Não aguenta mais aquela biografia extensa? Que tal mesclar com um romance policial? E assim por diante… 

Pensando nisso, aqui vão 3 recomendações de livros completamente diferentes entre si, indicados no Puro Malte, podcast produzido pela Empiricus e apresentado por Felipe Miranda, Rodolfo Amstalden, Roberta Scrivano e Bia Nantes.

A exaustão no topo da montanha, de Alexandre Coimbra Amaral

Indicação de Roberta Scrivano

E se a Exaustão fosse uma pessoa? Como ela avaliaria nossos comportamentos nessa sociedade frenética onde falar que está sem tempo é uma métrica de sucesso? Em “A exaustão no topo da montanha”, o psicólogo Alexandre Coimbra Amaral se propõe a imaginar esse cenário, tornando a Exaustão a protagonista do livro. 

“O cansaço é quando eu descanso e aquilo passa. A exaustão é um tipo de cansaço que não passa com descanso, que se estabelece em um nível de profundidade em que eu deixo de ter controle sobre o efeito que ele traz no meu corpo”, explica o autor à Revista Crescer. 

No livro, as situações vividas pela protagonista nos levam a reflexões sobre o ritmo extremamente acelerado em que vivemos, sem tempo para desconexão com o mundo externo. Em pouco menos de 200 páginas, Amaral busca mostrar que uma vida um pouco mais lenta pode ser o segredo para sermos mais felizes. 

Sem atalho: Uma jornada até a política e minhas ideias para o Brasil, de João Amoêdo 

Indicação de Felipe Miranda

Candidato nas eleições presidenciais de 2018 e fundador do Partido Novo, João Amoêdo escreve um relato biográfico misturado com um ensaio sobre o Brasil e seus desafios. Trazendo passagens desde a época da escola, o político-empresário passa pela sua trajetória como gestor em bancos e instituições financeiras. 

Os desafios de se lançar na política e seus ideais para o país também são apresentados nas páginas do livro, que foi lançado recentemente pela Companhia das Letras. 

O desaparecimento de Stephanie Mailer, de Joël Dicker

Indicação de Rodolfo Amstalden

Um assassinato quádruplo aparentemente “resolvido” 20 anos atrás volta a assombrar dois detetives depois que a jornalista Stephanie Mailer desaparece, deixando apenas uma mensagem: “A resposta estava na sua cara, capitão Rosemberg. O senhor simplesmente não a enxergou”.

O consagrado escritor Joël Dicker, autor de “A Verdade sobre o Caso Harry Quebert”, conduz o leitor por mais uma narrativa cheia de reviravoltas e surpresas em “O desaparecimento de Stephanie Mailer”. Obra ideal para quem busca um storytelling viciante e inteligente. 

Veja abaixo as demais dicas do Puro Malte #65:

  • Coluna “Um casamento começa a terminar na primeira vez que surge a palavra esposo”, de Gregorio Duvivier. Indicação de Rodolfo Amstalden;
  • Podcast Paciente 63. Indicação de Bia Nantes;
  • Filme “Minari: Em busca da felicidade”. Indicação de Felipe Miranda;
  • Filme “Meu pé esquerdo”. Indicação de Felipe Miranda;
  • Filme “37 segundos”, disponível na Netflix. Indicação de Roberta Scrivano;