Eduardo Giannetti e Joel Pinheiro discutem o que será do Brasil

Eduardo Giannetti e Joel Pinheiro discutem o que será do Brasil

Em um bate-papo mediado por Rodolfo Amstalden, Eduardo Giannetti e Joel Pinheiro conversaram sobre os desafios da paternidade, capacidade e sorte, o jeito brasileiro de ser e por fim, a sofisticação do potencial criativo.

Giannetti coloca que o maior desafio de ser pai é evitar os extremos. Se o nível de exigência é muito alto, a pessoa fica sufocada e não consegue dar o seu melhor. Por outro lado, os pais facilitam demais a vida, fato extremamente nocivo. 

Com relação à sorte, Eduardo aponta o papel da sorte na sua vida e Joel coloca que para a maioria das pessoas o caminho é sim tortuoso. 

A conversa segue então para o jeito brasileiro de ser. Giannetti diz que cada cultura incorpora um sonho de felicidade. O sonho do brasileiro é de ser cordial, no sentido do afetivo preceder o racional. Joel diz “a preferência pela negociação e diplomacia em detrimento do conflito, constitui parte do nosso jeito de ser. Até no convite para a cervejinha.”.

Por fim, Eduardo conta sobre o seu processo criativo. Segundo ele, o dia a dia invade o período da concentração e, por isso, é preciso se isolar para poder produzir.